O Tipo de Vaso Ideal Para Cada Planta

Existe Um Tipo Específico De Vaso Para Cada Planta?

Na hora de montar seu jardim ou mesmo se deseja apenas aquela planta que você adora, vale a pena saber qual o tipo de vaso que se adapta mais às necessidades da planta. Vale a pena ousar, apostar nos mais diversos tamanhos, formatos e, principalmente, ousar nas cores.

O Tipo De Vaso Ideal Para Cada Planta

O Tipo De Vaso Ideal Para Cada Planta

Existem vários modelos no mercado, que podem variar desde o tamanho, o modelo, o material usado na fabricação, o acabamento, etc. E o mais importante é que o modelo escolhido deve ser adequado, por exemplo, ao tamanho da planta, para que esta cresça saudável.

Há sempre uma permissividade na hora de trabalhar com os vasos, respeitando, lógico, se o recipiente escolhido é adequado ao tamanho da planta. E se o local for bem espaçoso, vale a pena improvisar com xícaras, pneus velhos, garrafas pet, caldeirões, panelas antigas, carrinho de mão,etc. O que não vai faltar é imaginação e criatividade!

Existe Uma Regra Para Encontrar o Vaso Perfeito Para Casa Tipo De Planta? 

Segundo especialistas em jardinagem e paisagismo, a resposta é não, pois as plantas de desenvolvem em qualquer lugar, desde que esteja bem nutrida e que a incidência de sol e água seja necessária de acordo com cada espécie. O que devemos considerar, ao escolhermos um vaso, é a harmonia entre planta, recipiente e ambiente. O vaso é considerado certo quando controla a umidade do solo sem acumular água para não causar o apodrecimento da raiz, portante tem que ter uma boa drenagem. Vamos a algumas dicas:

Ambiente Externo: Quando as plantas estão dispostas em lugares externos, com incidência de calor, expostas a chuva e vento, o ideal é que os vasos sejam de cimento, cerâmica, fibra de vidro ou madeira resistente. Isso ajuda na durabilidade e resistência dos vasos, garantindo que não sejam deteriorados em um tempo curto.

Para este ambiente, é importante evitar material plástico, de metal e madeira de qualidade ruim. A explicação é que, tanto o plástico como o metal, não permitem boa drenagem, enquanto a madeira de qualidade inferior se desfaz muito rapidamente por não suportar muita água. 

Ambiente Interno: O ambiente interno proporciona muita flexibilidade na hora de escolher o tipo de vaso, podendo ser trabalhado com os tipos de material, desde os mais básicos, até os mais exóticos, pois podemos usar a vontade a nossa imaginação e os recursos que dispomos.

Precisamos sim, ter bom senso para adequar o tipo de vaso escolhido com o ambiente e também prestarmos atenção quanto às dimensões. Na hora de decorar ambientes internos, temos uma gama de opções e os vasos com proporções menores, que são bem mais fáceis de decorar devido a harmonia e as opções. 

Tamanho Ideal: Deve existir um equilíbrio entre o tamanho do vaso e o tamanho da planta e também levar em consideração o ambiente ao qual ficará. Os vasos maiores são mais indicados para lugares externos e vale lembrar que quanto maior o vaso, mais furos ele deverá conter para ter uma boa drenagem.

É importante observar o tamanho da planta também, pois um vaso muito pequeno, para uma planta grade não é adequado, visto que pode atrapalhar o seu crescimento e precisar de muitas regas, o que pode causar o apodrecimento da raiz, caso a drenagem não seja eficiente. Já um vaso muito grande para uma planta pequena, pode ocupar um espaço desnecessário e também podem surgir problemas quanto à drenagem. 

Tipos de Vasos: Existem três tipos básicos de vasos, os de cimento ou concreto, de barro ou cerâmica e os de barro. Avalie o tipo de ambiente e de planta e faça a escolha certa.

Cimento ou concreto – Ideal para salas, varandas e ambientes externos. É considerado como a carta “curinga”, visto que pode ser pintado e decorado ao nosso bel prazer, todavia é necessário muito cuidado quanto à exposição ao sol. A incidência direta ao calor pode ser prejudicial as plantas, já que o cimento retém muito calor e pode esquentar muito as raízes.

Este tipo de vaso é ideal para plantas de grande porte, como a Palmeira, os Bambus, as Araucárias, etc.

Barro ou Cerâmica – Ideal para plantas que gostam de muita água, por isso mesmo não podem ser pintados, pois é necessário que retenham umidade. Antes de usá-los, é imprescindível que sejam mergulhados em água e permaneçam por uma noite.

Barro ou Cerâmica

Barro ou Cerâmica

Os vasos de barro são baratos, rústicos, ótimos para dar um up grade na decoração e ainda são excelentes para substituírem os xaxins. São ideais para plantas como as Bromélias, as avencas, as rendas-portuguesas, etc.

Plástico – Os vasos de plástico são os mais em conta no mercado, são bem baratos e fáceis de usar. Entretanto eles são muito frágeis. Se forem de cor preta, é bom evitar exposição direta ao sol, pois eles esquentam muito e podem ser prejudiciais as raízes das plantas. São indicados para pequenas mudas que serão posteriormente replantadas. 

Drenagem dos Vasos

De modo geral, todos os vasos já vêm com os furos de drenagem. Isso é essencial para que a o solo não fique alagado e provoque o apodrecimento das raízes. Se o vaso não tiver orifícios, faça-os, você mesmo, pois sem os furos a água não será drenada, vai acumular-se e virar lama, o que é altamente prejudicial as plantas. E lembre-se: quanto maior o vaso, mais orifícios de drenagem deve ter. Antes de colocar a mistura do solo, coloque uma camada de cacos de telha ou de pedras no fundo do vaso, isso auxilia na drenagem e impedem o encharcamento.

Cultivar plantas em vasos é uma dica bem aprazível para quem gosta de contato com a natureza e tem pouco espaço em casa e cultivando-as em vasos, não perdemos o contato com o verde e ainda podemos ousar nas escolhas, deixando o ambiente requintado, elegante e mais fresquinho. Mas além de achar o vaso ideal para o tipo de planta que deseja, levando em consideração o clima, a espécie, o tamanho da espécie, a drenagem do recipiente e o charme que deseja agregar ao ambiente, é imprescindível aprender como cuidar das plantas, qual o melhor clima, se pode ou não está em contato direto com o sol, qual a quantidade de água ideal e qual o melhor adubo.

Então, para manter a harmonia do vaso com a planta, é importante saber cuidar, cultivar as plantas para unir o útil ao agradável. 

Posts Relacionados

Saiba como plantar em vasos e ter uma maior mobilidade para suas plantas. Veja como adubar plantas em vasos para que elas cresçam tão saudáveis como se estivesse no solo. Entenda como plantar rosas em vasos e ter essa flor tão delicada decorando a sua casa.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Vasos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Que fazer com vasos de cimento que estoura a tinta por fora dicas por favor

    tania vieira de souza riechi 4 de novembro de 2013 18:08 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *