Como Cuidar do Jardim Durante Uma Viagem

Vão se aproximando as férias e a família louca para viajar, mas tem sempre a preocupação com “quem” vai ficar, as plantas. Não dá para colocá-las no carro e levá-las para o passeio e você também não quer voltar e encontrá-las mortas, depois de tanto tempo cuidando de cada uma delas.

Quando se tem um bom vizinho e que ele não vai viajar, tudo resolvido. Basta entregar as chaves de casa e pronto. Porém, nem todo mundo tem essa sorte e tem que se virá sozinho para cuidar do jardim durante uma viagem.

Vamos às Dicas Para Você Viajar sem Culpa!

  • É necessário pensar em como cuidar do jardim durante uma viagem, bem antes do dia em que ela acontecerá. Falando de adubo, por exemplo, deverá ser evitado 15 dias antes da viagem. É um modo de fazer com que as plantas, sem o produto, cresçam mais lentamente e isso significa que elas precisarão de menos quantidade de água. Você ganha tempo durante a viagem.
  • Uma segunda dica é para dar água as suas plantas enquanto você está fora. Com um pedaço de pano bem grande dá para fazer uma engenhoca. Pegue o tecido e corte em 4 tiras. Pegue cada uma das pontas de um dos lados e coloque dentro de um balde, que deverá estar cheio de água, as pontas do outro lado, devem ser enterradas dentro do vaso da planta. O que vai acontecer é que esse pano ficará sempre encharcado e aos poucos levará água para dentro do vaso que estão as suas plantas. Se for um vaso pequeno, basta uma única tira de pano. A quantidade varia de acordo com o tamanho do vaso de planta.
  • Outra maneira de fazer com que a terra esteja sempre úmida, o que necessita a planta, é comprar um gel que tem exatamente essa função. O produto pode ser encontrado em lojas especializadas e são indicados para quem vai ficar fora de casa por um longo período. Pegue todas as informações para usá-lo de forma correta.
  • Nem pense em molhar as plantas para garantir água antecipadamente para elas, isso não funciona de jeito nenhum, pelo contrário, acaba é apodrecendo as raízes.
  • Quando sair para viagem as plantas devem ficar ao ar livre, de preferência em um lugar que o sol não bata diretamente, mas que elas recebam a luz solar indiretamente. Dessa forma, elas poderão aproveitar o orvalho.
  • Uma outra opção para que elas recebam água na sua ausência é fazer um regador conta-gotas. A engenhoca pode ser feita com uma garrafa pet, cheiga de água e que na tampa, seja feito um pequeno furo. Depois é só enterrar a garrafa de cabeça para baixo na terra. Porém, esse método é muito útil para viagens que não ultrapassam 3 dias. E se o vaso for grande, use pelo menos 2 garrafas.
  • Antes de viajar faça uma limpeza nas suas plantas retirando flores e galhos secos.
  • Outra dica é deixar água no vasinho da planta, assim ela vai aos poucos absorvendo, neste caso, também serve como solução para poucos dias.
  • Algumas plantas exigem menos água, como por exemplo, as da família das cactáceas, que ficam longo tempo sem água sem sofrer. Caso você tenha dessa espécie, fique tranquilo, quando voltar ela estará perfeita como antes.
  • Os pratinhos que ficarem com água devem também ter um pouco de borra de café, uma vez que o produto espanta os mosquitos da dengue.
  • Caso você não queira se preocupar com todos esses detalhes antes de viajar e mesmo que faça essas engenhocas tem medo que a sua planta acabe morrendo, procure na sua cidade “hotéis” que hospedam as plantas. São lugares que ficarão tomando conta delas até a sua volta.
  • A argila no vaso pode ser uma solução para ajudar no equilíbrio da temperatura da planta.
  • Quem não só viaja nas férias, mas costuma estar muito fora a trabalho, pense nisso antes mesmo de comprar as plantas. Prefira aquelas que são mais resistentes, como por exemplo, as violetas, os cactos, as orquídeas, entre outras. Essas e outras espécies podem ficar até 30 dias sem ver água.
  • Quem possui jardim pode fazer um outro tipo de engenhoca, que é olhar muito a terra, até encharcar e depois enterrar os vasos até a metade. Porém, eles devem ficar longes do sol direto e do vento forte, de preferência na sombra.

Três Dicas Para Garantir a Saúde das Plantas na Sua Ausência

1- O primeiro passo, como falamos, é retirá-las de um lugar que estejam sujeitas ao sol direto. Se for na época do verão, pior ainda. O sol pode fazer mais estragos do que a falta de água. Se você optar por plantas da família das cactáceas e das suculentas e o período de viagem não ultrapassar 30 dias, não se preocupe com a água, elas vão suportar.

2- As plantas não suportam o sol direto, mas não podem ficar completamente sem ele, pois através dele é que elas passam pelo processo de fotossíntese e conseguem a energia necessária para sobreviverem. Sem a luz do sol, isso é impossível. Então, na hora de viajar elas devem ser colocadas de modo que recebam luz indireta do sol, próximas as janelas, por exemplo. Jamais em lugares completamente escuros.

3- Sobre a rega, vale o que já foi dito anteriormente, nada de inundar a planta para compensar a falta de água dos outros dias, esse é o erro mais comum. O pratinho cheio de água é uma solução, desde que a água tenha alguma coisa para evitar o mosquito da dengue. Além das engenhocas que já foram sugeridas, existem também gotejadores com timer, uma ótima solução para quem gosta de tecnologia verde.

Se trata de um equipamento bem moderno, que ficará ligado a uma torneira da casa e poderá ser programado para ligar nos dias e horários que você determinar. Dessa forma, as suas plantas não sentirão a sua ausência. Não se trata de um aparelho barato, mas para quem viaja muito, vale a pena o investimento.

Como Manter as Plantas Regadas Quando For Viajar

Quando se aproximam as férias ou você preciso mesmo viajar a trabalho e na sua casa está cheia das suas adoradas plantinhas e não tem um vizinho para “salvá-la”, bate um desespero, não é mesmo? Se não tem a casa de outra pessoa para deixar as suas plantas, se o vizinho tem cara de poucos amigos e jamais cuidaria delas para você, a única solução aparente é enchê-las de água e rezar para encontrá-las bem. Nada verdade, segundo os paisagistas, esse é o pior erro que você pode cometer e ao mesmo tempo é o que praticamente todo mundo faz.

A “matemática” não é tão simples assim, que você não estará em casa para regar as suas plantas com a frequência que elas existem, então, você as enche de água, encharcando o vaso e elas vão “se cuidando”. Não existe uma forma e compensar, dando mais água agora e depois ela ficará sem. As plantas sempre só consumirão a água que for necessária para elas e toda aquele resto ficará no prato ou no fundo do vaso.

Pode parecer que não resolverá o problema da falta de água, mas não criará um outro. Não é bem assim. Toda  a água que sobrar poderá afetar as raízes fazendo com que elas apodreçam. O resultado final é que não será improvável que quando voltar das férias ou da viagem de trabalho a sua planta estará morta.

Diante disso, dá para pensar que não existe nenhuma esperança, engano seu, veja algumas dicas de como manter as plantas regadas quando for viajar. São cuidados que aconselham os paisagistas, um modo de deixá-las umedecidas e ao mesmo tempo não apodrecer a raiz.

Soluções Domésticas Para Manter as Plantas Regadas Enquanto Estiver Viajando

As soluções domésticas para deixar as plantas com a água necessária durante a sua ausência de casa  no período da viagem é bem mais simples do que dá para imaginar. São fáceis de fazer e para colocar uma delas em prática será necessário somente garrafa plástica de refrigerante. Você deverá usá-la com a tampa, faça um pequeno furo nela e ele será o irrigador. Depois é só enchê-la de água e colocar fincada na terra da sua planta ou das suas plantas.

Porém, para evitar que tenha pressão na garrafa, faça um furo na parte superior. Dessa forma, a própria terra não permitirá que a água saia toda de uma única vez e conseguirá manter a planta úmida por um bom período. Caso você tenha exagerado no tamanho do furo, não precisa procurar outra garrafa, um barbante passando por dentro dele resolve o problema do fluxo forte de água.

Se a viagem em questão é de poucos dias, a garrafa de refrigerante pode não ser necessária. Deixe a planta do lado de fora de casa, a noite terá o sereno. E antes de sair, não esqueça de regá-la como se deve. Porém, é uma solução para poucos dias mesmo, porque nem sempre terá o clima necessário para resolver o problema e as folhas podem acabar danificadas.

Produtos Para Resolver o Problema de Quem Viaja e não tem Como Regar as Plantas

Se você não está segura em montar o seu “sistema de irrigação” com garrafas de refrigerante, não tem problema, em lojas especializadas você encontrará gotejadores. Eles deixarão as plantas saudáveis e úmidas como devem ficar. São objetos que custam pouco. São pequenas garrafas plásticas e cada uma delas tem uma espécie de dosador na ponta. O dosador deverá ser introduzido na terra até chegar bem próximo a raiz da planta. Ele é feito de modo que a água que foi colocada dentro da garrafinha desça dosadamente.

Esse tipo de produto, garantem os paisagistas, servem para deixar as plantas molhadas durante 15 dias e um pouco mais, não confie em mais de 20 dias. Ainda como uma opção de produtos que podem ser comprados, dá para usar o dry water para manter as suas plantas molhadas, ou ainda, suplemento de irrigação. Esse segundo se trata de um gel que tem na sua composição: 97,85% de água, 0,15% de sulfeto de alumínio e 2% de goma vegetal.

Ele deve ser colocado na base da planta e gradativamente vai liberando a umidade que ela necessita. Isso é possível porque o seu contato com as bactérias que existem no solo faz com que ele volte a ser líquido. A água, então, liberada por ele, é retida pelas raízes da planta. Esse produto dura por mais tempo, já que essa liberação de líquido pode acontecer entre 30 a 90 dias. Não é um produto tóxico, pelo contrário, é 100% natural. 

Uma Solução: Hotéis Para Vegetais

Os hotéis para vegetais não são imaginação, eles já existem para resolver o problema de quem não tem com quem deixar as suas amadas plantinhas em um momento de ausência para viagem. A diária desses hotéis, normalmente, é bem baratinha e você pode viajar sossegado porque terá uma pessoa de olho nas suas plantinhas. Uma das lojas que começou a oferecer esse serviço no Brasil, de “hospedagem de plantas” foi a Bonsakai, porém, ela se especializou em cuidados somente de bonsai.

Como se trata de uma planta que exige mais cuidados, a empresa enxergou a necessidade de oferecer esse tipo de serviço, até mesmo para antigos clientes, que comprar o seu exemplar na própria loja. Lá eles regam o bonsai e não só isso, eles são adubados e podados durante o tempo em que estão “hospedados” no hotel para vegetais.

Na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, você pode encontrar um hotel para plantas no bairro da Zona Oeste, Itanhangá, Tropical Bonsai, na Chácara Tropical. O lugar, conta os proprietários, já chegou a abrigar mais de 300 exemplares de bonsai.

Em Belo Horizonte, o serviço é oferecido Floricultura British, que fica no bairro Santo Antônio e em São Paulo, a Bonsai Kai está localizada no Jardim Petrópolis. Agora é só descobrir se o serviço é oferecido na sua cidade ou quem sabe já pensar em um novo negócios com as amigas, o “rodízio de férias das plantas”, quando uma vai a outra toma conta. Pode ser uma ideia, não é mesmo?

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *