Como Adubar Plantas Em Vasos

Toda planta precisa de determinados cuidados para crescer bem e um deles é o adubo, como a maioria deve saber. Eles são responsáveis por dar à espécie cultivada, nutrientes suficientes para que elas possam concluir o processo de fotossíntese, que é importante para as plantas e também para nós, seres humanos. Então, se você tem plantinhas em casa, deve saber exatamente como e quando adubar cada uma delas.

Como cada tipo de cultivo e cada espécie vai exigir de você um tipo de adubação diferente, vamos aqui ensinar como adubar aquelas plantinhas que são cultivadas em vasos. O processo é bem simples e com um pouco de cuidado você ajuda as suas plantas estarem sempre bonitas e consequentemente, o seu jardim também.

http://www.youtube.com/watch?v=Fj70wBJ1xRQ

Tipos de Adubo

O processo de adubação é o mesmo para todas as plantas, o que muda é a quantidade de vezes que você aduba as espécies, como você vai fazer isso e principalmente, qual tipo de adubo você vai usar em cada uma delas. Basicamente existem dois tipos de adubos diferentes e cada um destes vai levar um tipo de benefício diferente para seu cultivo. Vamos conhecer cada um deles separadamente.

Plantas Em Vasos

Plantas Em Vasos

Adubo Orgânico

É o tipo de adubo adquirido a partir de matéria prima vegetal ou animal. Podemos dizer que é o adubo mais puro e natural porque ele não possui nenhum tipo de composto químico e por esse fato, ele não prejudica o solo e nem o meio ambiente de uma forma geral. Mesmo sendo algo natural e sempre temos o que é natural como o mais “sadio”, o adubo orgânico também possui suas desvantagens.

O cheiro dele geralmente não é muito agradável, principalmente os que são obtidos a partir de fezes de animais. A absorção na terra também não é muito rápida. Você também terá que usar uma quantidade maior de adubo orgânico porque ele tem o teor nutricional menor do que os adubos químicos. Esse tipo de adubo é obtido através de restos de alimentos, esterco, húmus de minhoca, farinha de ossos e muito mais.

No caso do cultivo de plantas em vasos, o adubo orgânico é mais indicado. Também torna-se importante o uso desse produto porque geralmente quem cultiva plantas em vaso, deixa-as em ambientes internos e como o adubo químico pode causar algum tipo de intoxicação, é preciso ter um pouco mais de atenção quanto ao seu uso.

Adubo Inorgânico ou Adubo Químico

Esse tipo de adubo já é totalmente inverso ao que citamos mais acima. Muitas pessoas não gostam de utilizar esse produto por ele conter química e com o tempo, danificar o solo que você cultiva, mas isso só acontecerá se você aplicar doses além do que é indicado pelo fabricante.

O adubo químico é muito mais efetivo por ser mais concentrado e produzido com todas as dosagens de macronutrientes que uma planta precisa. Esse também é o fator que faz com que você não use tanto em sua terra. Esses adubos, apresentam diferentes composições, então quando você for comprar no mercado, observe primeiro qual a maior necessidade da sua planta para não aplicar o que ela não precisa, enquanto aquele nutriente necessário vai ficando de lado.

É importante lembrar que por ser um produto químico, ele pode causar qualquer tipo de reação tóxica, principalmente em crianças e animais, portanto é indicado que ao aplicar o adubo químico em suas plantas, você deixe o ambiente reservado por pelo menos 24 horas para que o produto fixe-se totalmente à terra.

Antes de optar pelo adubo químico é importante se informar na hora da compra qual o produto ideal para as necessidades de suas plantas. O fabricante deve indicar a dosagem e forma de aplicação na embalagem. Vale lembrar que por ser um produto químico o cuidado com o contato, principalmente de crianças e animais, é ainda maior.

Como Colocar O Adubo Nos Vasos

Agora que você já escolheu o tipo de adubo ideal para suas plantas, é necessário aplicar em todas cuidadosamente.  Se você vai adubar uma planta pela primeira vez, esse processo é bem simples. As plantinhas envasadas geralmente são vendidas em vasos de plástico e você pode aproveitar esse mesmo recipiente para cultivar a espécie ou colocar a planta em outro mais bonito ou de um material de sua preferência.

Se você escolher manter a sua planta no mesmo vaso em que comprou, o processo de aplicação de adubo vai ser feito com o produto diluído em um pouco de água.  Você vai dissolver o adubo da seguinte maneira:

Dicas

Dicas

– 1 (UMA) colher de chá do adubo diluída em 500 ml de água em temperatura ambiente. Quando você compra o adubo, ele sempre vem acompanhado de uma medida que equivale a duas colheres de sopa, então se for utilizar essa medica, observe a quantidade para não colocar além do necessário na sua planta.

Essa mistura vai ser acrescentada na sua rega portanto, antes de colocar o adubo, umedeça levemente o seu substrato para que ele absorva bem o produto que você vai colocar. Importante também que o adubo seja colocado apenas ao redor da planta. Jamais jogue sobre as folhas ou os talos.

Quantidade e Frequência de Adubação

É claro que você não vai usar sempre a mesma quantidade de adubo porque pode acabar matando a sua planta ou fazendo com que ela cresça com algum tipo de desordem. Em vasos pequenos, você vai colocar um copo pequeno da mistura que ensinamos no tópico anterior. Já para os vasos grandes, você pode colocar a medida que vem no adubo (equivalente a duas colheres de sopa) e diluir em 1 ou 2 litros de água, dependendo do tamanho da sua planta. Então após esse preparo você vai colocar de 2 a 4 copos pequenos no vaso.

Quando colocar o adubo vai depender do tipo de planta que você cultiva. Cada espécie possui uma necessidade, mas o intervalo de reposição é em média de 3 a 4 meses para espécies de folhagens e de 2 a 3 meses para espécies floríferas. Sempre aplicado antes e depois da camada de florescimento para que a planta cresça bem.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Naturais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • ola goator muitor de plantas so ker nao sei nomis das plantas mas gostor muitor gostaria de saber nomis muitor o brigadu

    manoelsilva 26 de Abril de 2014 13:44 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *