Hoya

Conhecida popularmente como flor-de-cera, a Hoya carnosa, é uma planta do tipo cipó que possui flores pequeninas e que tem aspecto de cera. Originária de países como Austrália e China, essa planta, tem ciclo de vida perene apresentando crescimento lento. Uma planta dessas pode atingir até 5 metros de altura com poucas ramificações.

É importante destaca que a beleza extraordinária não é a única característica que faz da Hoya carnosa uma planta especial, essa planta exala um perfume extraordinário durante a noite. Observando de perto as inflorescências dessa planta é possível verificar a existência de gotículas de um néctar viscoso que a planta segrega.

Características da Hoya carnosa

Folhas da Hoya carnosa

Geralmente essa planta possui folhas opostas que são carnosas, coriáceas e com boa espessura. Podem ser encontradas variedades de folhas retorcidas com tonalidades de branco e/ou amarelo.

Flores da Hoya carnosa

As flores que compõem a Hoya carnosa tem sua coloração entre brancas e rosadas tendo aspecto duradouro e pendentes. As flores crescem de tal forma próximas que parecem formar buquês na planta. São flores bastante perfumadas que costumam aparecer nos meses de primavera e verão.

Dicas para o Cultivo da Hoya carnosa

Clima

A faixa de temperatura ideal para cultivar a sua Hoya carnosa fica entre 16°C e 30°C tendo preferência por climas tropical, subtropical e equatorial.

Luz

Embora goste de luminosidade é importante que a planta não seja exposta ao sol nas horas mais quentes do dia, isso pode queimar as pétalas das flores. A recomendação é deixa-la tomar sol durante as primeiras horas da manhã. Você pode cultivar a sua Hoya carnosa dentro de casa desde que a deixe próxima a uma janela durante as primeiras horas de sol do dia.

Regas

Trata-se de uma planta que necessita de regas constantes, contudo, é importante atentar para que o solo esteja razoavelmente seco antes de molhar novamente. O vaso ou floreira onde o cultivo será feito deve ter boa drenagem. Nos meses de primavera e verão as regas devem ser mais intensas.

Durante os meses mais frios do ano a planta pode passar por um estado de semidormência, mesmo assim não se pode deixar de regar. A recomendação nesse caso é verificar quando a terra estará razoavelmente seca. Uma dica é ficar de olho nas folhas da planta, quando elas ficam enrugadas é hora de regar.

Solo

O mais indicado é utilizar um solo fértil combinado com composto de matéria orgânica junto com adubo tipo NPK. Adicionar areia no final da cova é uma boa maneira de garantir uma melhor drenagem para a sua planta. Faça uma vez por ano a adubação por cobertura para assegurar o crescimento saudável da Hoya carnosa.

Propagação

A maneira mais interessante de fazer a propagação é através de ramos com folhas uma vez que as gemas oferecem melhor capacidade de enraizar. Em alguns casos basta tocar as folhas no solo para que elas criem raízes. O melhor momento para fazer a propagação da Hoya carnosa é quando não está florescendo, pois assim se evita estressar a planta.

Poda

Cuidado para remover as folhas mortas ou hastes nas quais elas estão, pois na estação seguinte é bem provável que as mesmas irão florescer novamente. A melhor forma de podar essa planta é através da haste principal para que se torne mais propício o crescimento nas laterais.

Hoya carnosa – Cultivo Ornamental

Quem está pensando em cultivar essa planta com finalidades ornamentais deve juntar várias mudas no mesmo vaso uma vez que se trata de uma trepadeira que possui caules finos. O objetivo disso é obter um visual mais denso para a planta com mais caules na composição. Os caules dessa planta – que é uma trepadeira – precisam de suporte para que possam crescer assertivamente.

Nomenclatura

Nem sempre a Hoya carnosa se chamou assim, no ano de 1805 Lineu atribuiu a essa planta o nome de Asclepias carnosa (no Supplementum Plantarum) sendo que o nome atual foi dado por Robert Brown em 1811.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Naturais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *