Cacto Azul: Tudo Sobre o Cultivo

O cacto azul cujo nome científico é pilosocereus pachycladus é escultural e exótico e tem grande valor como planta ornamental porque se apresenta estruturalmente de uma forma muito bonito e tem a cor azulada. Ele tem o porte ereto e arbustivo e pode chegar a 10 metros de altura enquanto os seus ramos podem ter de diâmetro 11 centímetros.

O cacto azul faz parte da família euphorbiaceae e sua origem é brasileira, o que significa que pode ser cultivado no nosso território. Para ornamentação pode ser usado em jardins com pedras e em conjuntos ou cultivado isoladamente. Porém, para que cresça bonito e forte deve ser plantada a meia sombra ou sol pleno. E tenha paciência porque é uma planta que cresce lentamente. Não tolera o frio, pois o seu clima perfeito é o tropical seco.

Aprenda Sobre o Cultivo do Cacto Azul

O tipo ideal de substratos para o cultivo de cactos é em solo seco, arenoso e com muitas pedras. Por isso, para que ele cresça bonito é necessário criar um subsolo que retenha a água, que pode ser feito com: folhas para fazer um composto orgânico que devem ficar próximas ao solo mineral, cascalho, cascas de árvore, areia e cascas de árvores em decomposição.

Os cactos além disso preferem solo com um alto teor de pH, aliás, bem superior ao exigido por outras plantas ornamentais. Estamos falando de algo em torno de 6 a 6,5, que pode ser conseguido com turfa. Porém, melhor ainda, é o conseguido com o húmus da minhoca que fica em torno de 7,0.

Os cactos possuem raízes enormes o que faz necessário que se prepare um solo bem profundo, com cerca de 15 centímetros mais ou menos, isso também garante a drenagem adequada tanto para as regas quanto para a chuva. Já, se o cultivo for dentro de vasos fundos, será necessário usar manta geotêxtil ou vaso brita, são modos de evitar que a terra fique compacta no furo da drenagem o que acarretaria encharcamento.

Além disso, é necessário antes de colocar o substrato, adicionar um pouco de areia, não abrindo mão de uma boa mistura para facilitar a drenagem e fertilizante para moderar o quanto a terra consegue reter a água.

Também é necessário usar adubo granulado para a cobertura da adubação e que não tenha muito nitrogênio na composição. Porém, esse produto fará com que o cacto cresça mais rápido, o que aparentemente pode ser uma vantagem, mas na verdade não é, porque ele perde os nutrientes. Por isso, é necessário compensar com a fórmula: 4-14-8.

Saiba Como é a Reprodução de Cactos Através de Sementes

As sementes dos frutos dos cactos normalmente são pretas e o seu fruto é chamado de cereus, que é capaz de produzir várias delas ao mesmo tempo, estamos falando de centenas. A melhor maneira de retirar a poupa do fruto para usá-la no cultivo é colocando na água, depois coe com um pano. Em seguida, as sementes devem ser lavadas e todo o resíduo de mucilagem retirado porque nele é que moram os fungos. Seque no sol e não esqueça de retirar as fibras, que acabam sendo aderidas pela semente.

Você pode usar uma bandeja de semeadura, que pode ser comprada em qualquer loja que venda material de jardinagem ou se preferir, use uma caixa de fruta ou bacia plástica, só não pode esquecer de fazer os furos no fundo. Neste caso, a casca de arroz carbonizada serve como substrato.

Na hora de semear, distribua bem as sementes e de preferência cubra com um pouco de areia, que deve ser peneirada antecipadamente.

O tempo de germinação é de 30 a 45 dias, porém, pode acontecer desse tempo aumentar, isso dependerá do gênero de cactus foi escolhido para cultivo.

Preste Atenção Nessas Dicas:

  • E não se esqueça, o melhor momento para semear o cactos é durante o verão.
  • Não jogue água na sementeira.
  • Se você colocar a bandeja onde estão as sementes sobre uma lâmina de água não será necessário regar. Claro, que isso só funciona se você escolher um substrato pequeno para sementeira.
  • Quando a sua mistura for de areia e pó de coco, ela deverá ser de 5 e no máximo 6 centímetros. Quando o substrato é feito de areia pura, a altura passa para 4.
  • A bandeja não deverá nunca ser mergulhada dentro d’água para evitar que cresçam fungos.
  • Se você não tiver uma estufa para colocar a bandeja de sementes poderá usar uma cobertura de plástico, que serve para criar o clima úmido que a planta precisa para se desenvolver.
  • Saiba que as plantas que são cultivadas através de sementes são melhor para aclimatação e mais rústicas.
  • O cactos deve ficar na sementeira durante 3 a 4 semanas. Depois desse período deverá ser feita a adubação de cobertura e quando for tirar as mudas, muito cuidado, porque elas são muito frágeis.
  • Depois dessa fase da retirada das mudas da sementeira, espera-se passar de 4 a 5 meses para fazer o transplante delas para os vasos permanentes. Esses vasos, de preferência, devem ter a boca bem larga, como se fossem grandes bacias, onde é possível cultivar em grupos.
  • Caso você tenha optado por fazer o cultivo do cacto em viveiro é melhor para evitar o problema, chuvas fortes, que com certeza, danificam as plantas quando estas não estão bem amparadas.
  • Outra dica para quem é jardineiro de primeira viagem é usar uma tela fina, dessas colocadas para evitar os mosquitos, bem em cima de cada um dos vasos com os cactos. Já quem pretende cultivar a planta para comercializá-la, é aconselhável deixá-las no mesmo vaso pelo menos até o segundo ano de semeadura.
  • De todos os gêneros de cactos, o cerus é o que tem o crescimento mais rápido, por isso, todas as instruções relatadas acima devem ser desconsideradas, porque os períodos serão muito menores.

Veja Qual a Temperatura Ideal Para se Cultivar os Cactos

Não é novidade para ninguém dizer que os cactos gostam mesmo é de calor.  Se você vive em regiões onde o frio é mais intenso, certamente terá um grande problema durante o inverno. Porém, não quer dizer que as temperaturas alternadas sejam um problema. Em lugares que fazem calor de dia e frio a noite, o cultivo é sem problemas.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • E onde encontrar pra comprar? (:

    Leonardo Saraiva 16 de setembro de 2014 17:11 Responder
  • Estou cultivando cactos,gostaria de receber dicas.

    Luis Antonio 22 de Março de 2016 10:53 Responder
    • Olá Luis Antonio, para ficar por dentro de nossas dicas basta acompanhar o site, estamos em constante atualização para levar mais conhecimento a vocês leitores. Abraços!

      Clara Senne 22 de Março de 2016 20:38 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *