Como Plantar Mandacaru

O mandacaru é uma fruta de espinheiro que podemos comer. Seu nome vem do tupi e também pode ser chamada por outros nomes, que são: jamacaru, cacto candelabro, tuna e pytaia arbórea.

O fruto da árvore chamada mandacaru é bem doce, ele faz parte da mesma família da pitaya , mas não é se trata de uma fruta plantada para fins comerciais no Brasil, o que acontece em Israel, por exemplo.

O mandacaru é nativo de várias tipologias de formações vegetais e normalmente, mas que o solo seja arenoso ou ainda, prefere locais com clima semiárido. Por isso, é muito fácil encontrá-lo nas seguintes regiões do Brasil: Centro Oeste, estados do Norte, Sul do Brasil e Sudeste.

Veja Quais são as Características do Mandacaru!

Quando essa árvore se encontra em meio de uma mata fechada a sua altura pode chegar a 16 metros. Do seu caule saem hastes ramificadas e ascendentes, que vão crescendo verticalmente, elas ficam umas paralelas as outras, além de vários cladódios, a medida, normalmente é de 40 centímetros mínimo e pode chegar a 4 metros de comprimento, enquanto o diâmetro fica entre 10 a 26 centímetros.

Quando jovens, os brotos são na cor verde azulada e possuem um tipo de lã cinzenta e possui ainda espinhos na cor marrom com a medida de 1 a 6,5 centímetros arredondados e ficam escondidos nessa espécie de lã. 

A planta é coberta por um tipo de cera e se percebe o quanto cresceu observando as constrições, que se observa graças a juntas e os artículos. Em cada uma das hastes saem de 4 a 6 vértebras ou também chamadas de costelas, que podem ter altura entre 4 a 8 centímetros e a espessura entre 2 a 3,5  centímetros.

Nos troncos também é possível observar aréolas que chegam a medir 2, 5 centímetros de diâmetro cada uma delas com espinhos com coloração marrom enegrecido.

As flores do mandacaru possuem forma de funil e aparecem na lateral da árvore, são branca e possuem o diâmetro que varia entre 10 a 20 centímetros.

Dicas de Como Cultivar o Mandacaru

O mandacaru exige pouco quando o assunto é clima para o seu cultivo, aliás, por esse motivo é considerado uma planta rústica. Um exemplo disso é que um mandacaru pode resistir a temperatura de 45 graus durante o verão do Nordeste, porém, suportaria 7 graus negativos em locais do Sul. Outra característica que demonstra o quanto essa planta é forte é quando falamos de chuva, ela aceita índices baixo de 511 mm. Porém, na hora do cultivo é melhor evitar de plantá-la em solos argilosos e também na beira de rios.

Falando das mudas do mandacaru ela pode ser cultivada através de pedaços de hastes. Para que isso seja possível é necessário cortá-las nas articulações. Depois, elas devem ser colocadas em um lugar arejado, na vertical, de modo que a base fique encostada na terra e sob semi sombreado. Sendo assim, normalmente, as raízes começarão a aparecer 2 meses depois de feito o cultivo e é o momento de transplantá-la.

Quando recolhidas as sementes elas devem ser colocadas imediatamente em um substrato feito de metade de folhas secas moídas e a outra de areia. Conte que a germinação pode acontecer entre 25 a 45 dias. E quando germinadas as mudas podem chegar entre 8 a 10 meses a altura de 30 centímetros.

Plantando um Mandacaru:

  • Pode ser plantado em dois momentos: sob meia sombra em reflorestamentos ou em pleno sol.
  • Pode ser usado na decoração, neste caso, poderá ser plantado em fileiras pela beira da estrada (verificar o espaço entre cada uma das árvores de 3 x 3 metros) ou em renques.
  • Se for o caso de plantá-la em um pomar doméstico, verificar o espaço necessário de 4×4 metros em cada uma das plantas.
  • O mandacaru exige que as covas tenham uma preparação especial que se inicia 3 meses antes de plantá-lo. Ver tamanho: 40 centímetros de altura, profundidade e de largura, de terra são 20 centímetros para cobrir e a colocação de 5 quilos de composto orgânico, de preferência bem curtido e mais 100 gramas de fosfato de roxa, 500 gramas de calcário e 500 gramas de cinza.
  • Depois do cultivo somente quando se formar copas é que deverá ser feita a poda. Nela, todos os ramos que nascem dentro da copa ou na base do caule deverão ser retirados.
  • Sobre o adubo, faça uma coroa de 30 centímetros do caule e coloque dentro 30 gramas de nitrogênio ou ureia e 5 quilos de matéria orgânica. Também pode substituir, a plantação de amendoim forrageiro.
  • As frutas do mandacaru aparecem entre janeiro e março. Elas possuem uma casca avermelhada e lisa. Se come a polpa cortando a fruta ao meio.

Mandacaru Usado Como Forragem Durante a Seca

A técnica para usar o mandacaru como forragem para o rebanho durante a seca mais dura está sendo pesquisa há pelo menos 10 anos e agora começam a aparecer resultados positivos.

Segundo pesquisas recentes, no primeiro plantio mantendo um espaço de  1m x 1,5 m, a colheita pode chegar a 30 t/ha  retirando os brotos do período.

Quando é convertida para massa seca, a quantidade da primeira colheita passa a valer 5,1 toneladas/ha. Seguindo esse ritmo, a produção total no décimo ano chega a 285,17 ton/ha de massa verde e 48,47 ton/ha de matéria seca.

São consideradas como outras vantagens fazer esse tipo de uso do mandacaru: o primeiro corte já acontece no primeiro ano depois do plantio, tem maior índice de proteína e tem maior resistência à falta de chuvas.

A experiência tem sido fazer o plantio, como alternativa de exploração, em áreas cercadas, porque segundo os pesquisadores, é uma maneira de aumentar a “capacidade de suporte das propriedades”.Com isso, ainda se tem um uso mais sustentável da espécie deixando de lado o extrativismo da época da estiagem.

O que vem acontecendo hoje em dia é que a quantidade de cortes é muito grande e está fazendo com que muitos pés de mandacaru desapareçam da caatinga. O problema é tão grande em alguns lugares que agricultores precisam se distanciar muito das suas comunidade para achar a vegetação.

Com soluções como as que estão sendo propostas pelos pesquisadores, esse problema poderia ser amenizado e quem sabe até revertido.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • As primeiras fotos são de mandacaru. As folhas que parecem raquetes são de palma- forrajeira.

    Plínio Almeida 27 de setembro de 2014 18:09 Responder
  • MUITO BOM GOSTARIA DE RECEBER MAIS DETALHES DE OUTRAS PLANTAS PELO FACEBOOK

    ANSELMO MATTOS 28 de maio de 2015 21:46 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *