Trepadeira-Africana

As plantas de origem africana costumam ser ótimas para ornamentar. As melhores espécies que surgem deste continente tão vasto são as trepadeiras, que acabaram se tornando muito populares em diversos países. A trepadeira africana foi uma delas, por possui um grande porte paisagístico. Além disso, tal espécie exige uma mínima manutenção para cultivo, o que já facilita o trabalho dos jardineiros mais novatos. Para conhecer um pouco mais sobre a trepadeira africana, não deixe de ler este artigo! Com certeza ela vai se ruma das suas prioridades na hora de montar um belo jardim.

Informações Gerais

O nome científico da trepadeira africana é “Delairea odorata”. Apesar de ter um nome específico para os botânicos e outros especialistas, a trepadeira africana possui alguns nomes populares. Eles são conhecidos no mundo todo pelos seguintes nomes: Trepadeira-africana, Gerânio-africano, Hera-alemã, Senécio e Trepadeira-senécio. Foram estes nomes que acabaram por determinar algumas características importantes da espécie e que acabaram ficando conhecidas pelos jardineiros mais calouros do ramo.

Incluída dentro da família , a espécie está posicionada na categoria das trepadeiras no geral por causa das suas características de desenvolvimento.

Origem

Como o seu próprio nome já diz, a trepadeira veio da áfrica e acabou se espalhando por outros continentes em volta. Por isos, a trepadeira africana pode ser cultivada em diversos climas, incluindo os seguintes: :  e . Recentemente, quando descobriu-se que a trepadeira africana estava apta a ser cultivada em climas tropicais, logo foi trazia para o Brasil e passou a ser cultivada em ambientes exteriores, como uma das tantas opções de ornamentação.

Altura

A trepadeira africana pode ser considerada uma espécie de grande porte, pois o seu tamaho máximo é de aproximadamente seis metros. Pode iniciar de forma pequena, em torno dos metros. Mas, com o passar do tempo, ela atinge a altura máxima, segundo as regras de sua forma de cultivo.

Primeiras Condições de Cultivo

Para começar a plantar a espécie, é preciso prestar atenção ao básico, essencial para que a planta atinja sua altura máxima e o máximo de tempo possível de sobrevivência. Para isso, as condições de luminosidade devem ser seguidas a risca, tendo apenas três opções:  ou . Em qualquer uma dessas opções a trepadeira africana consegue se desenvolver corretamente. Vale lembrar que a planta possui o ciclo de vida perene.

Descrição

A trepadeira africana é considerada uma planta semi-herbácea. Além  dita, é dita no meio científico como uma planta volúvel, fácil de se manusear. Seu florescimento é que mais chama a atenção, além de ser um fator contribuinte para o seu uso como planta ornamental. Sendo assim, a trepadeira africana tem se tornando grande alvo de escolha, ou seja, muitos querem ter a espécie em seu jardins ou quintais.

O seu caule costuma ser muito longo e esverdeado, com tonalidade bem brilhante. O mesmo  pode acabar alcançando nada mais nada menos do que 8 metros de comprimento. Através do grande caule, existem as diversas ramificações emitidas pela planta e que acabam por se enroscar facilmente sobre os mais diferentes suportes.

Folhas

As folhas da espécie costumam ser de uma coloração em verde brilhante, sendo bem cerosas, divididas em lobos e muito semelhantes às folhas de uma planta conhecida como Hera.

Flores

As flores crescem de forma compacta, sendo compostas e bastante volumosas. Crescem no formato de pequenas margaridas, possuindo até mesmo a mesma coloração que as mesmas. Depois de amadurecerem, acabam por formar grandes cachos pendentes, recheados com pequenas flores amarelas e delicadas, chamando a atenção mais uma vez para as suas características paisagísticas.

As pétalas das flores da trepadeira costumam ser bem miúdas e lisas, com uma textura quase nada aveludada, assim como os estames. O florescimento ocorre de maneira bem esparsa de forma anual e tende a ser mais abundante dependendo do clima onde a planta está sendo cultivada, podendo variar bastante entre as estações.

Sementes

As sementes da espécie são ditas bem pequenas e acabam por ser equipadas com um  “pára-quedas” em suas constituição. Além disso, as mesmas são formadas por pelos especiais, de forma muito semelhante às espécies conhecidas como dentes-de-leão, muito comuns em algumas estações do ano. A dispersão das sementes da planta ocorrem pelo vento.

Paisagismo

trepadeira africana é considerada muito formidável, já que além de todas as suas características especiais, ainda possui um aspecto bastante exuberante e rústico. Toda a espécie é docemente florida, além do perfume que elas exalam e que não incomodam aos plantadores.

A planta pode facilmente cobrir caramanchões, grande sou pequenas cercas, as famosas pérgolas ou treliças diversas em tamanha também. Ela, além disso, pode ser usada para coroar muros. Como uma boa planta pendente,também pode ser cultivada em lindas jardineiras suspensas, sejam de forma externa ou interna. A espécie também é capaz de “escalar” árvores de porte grande, misturando-se à copa de diversas outras espécies.

Um dos cuidados com a trepadeira africana é que, com o passar do tempo, a mesma pode acabar sufocando a planta que serviu de suporte, seja ela mais resistente ou não para este tipo de função. Para acabar com este problema, é aconselhável o uso de um arbusto de peuqneo porte ou médio ou uma árvore morta.

Formas de Cultivo

Depois de prestar bem a atenção na luminosidade ideal para o cultivo da trepadeira, é hora de verificar as condições do solo. Ele deverá ser bem drenável, com muita matéria orgânica bastante postada em torno da muda. S irrigação deve ser bastante frequente, mas sem encharcamento do solo.

Para investir ainda mais no bom desenvolvimento da espécie, foque nas podas anuais, apesar da planta exigir muito pouca manutenção em meio ao seu amadurecimento. É uma espécie extremamente resistente e que pode aguentar até temperaturas abaixo de zero, mas sem grandes exageros.

Sua multiplicação é feia por meio de sementes ou estaquias.

A Trepadeira-Africana é também conhecida pelos nomes de Gerânio-Africano, Hera-Alemã e Trepadeira-Senécio e são originárias da África e África do Sul. Possuem o caule longe e na cor verde, que podem alcançar até 8 metros de comprimento. Suas folhas também apresentam coloração verde, no entanto bastante viva e brilhante. As flores da Trepadeira-Africana são bem parecidas com a margarina, aparecendo em cachos. Produzem folhas durante todo o ano, tendendo a ser mais abundante em uma estação específica, podendo ser qualquer uma das quatro.

São plantas rústicas que exalam um gostos perfume. Podem ser utilizadas para diferentes finalidades, como por exemplo, para criar cercas-vivas, que além de protegerem o local, acrescentam grande beleza. Como são trepadeiras, podem sufocar a planta na qual se sustentas. Devem ser cultivadas em pleno sol, solo fértil, drenado e rico em matéria orgânica. Confira aqui alguma imagens da utilização dessas plantas que exibem flores lindas e cheiro exuberante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>