Como Planejar Um Jardim Antes de Ter Um

Com o aumento do aquecimento global e cada vez mais as cidades ficando mais cinzas, as pessoas desejam ter um verde perto de si. Seja para refrescar, para animar ou simplesmente para deixar a casa mais alegre.

No entanto, nem sempre é simples ter um jardim em casa e muitas pessoas não sabem nem por onde devem começar afinal um jardim não é simplesmente escolher o lugar, cavar um buraco e plantar qualquer espécie escolhida aleatoriamente.

Ter um jardim vai muito mais além do que ter esse simples verdinho em casa, vasos espalhados em locais que o sol penetra, ou então na varanda do apartamento ou no quintal de casa.

Por que não aprender como se planejar um jardim? Sim, um jardim antes de começar a ser feito deve ser planejado, e para que o seu jardim saia da maneira como você deseja, você tem duas opções, a de gastar muito dinheiro e a de não gastar, o que você prefere?

Gastar Ou Não Gastar: Escolhendo A Melhor Opção!

Quando se fala em dinheiro todo mundo começa a pensar se realmente vale a pena, se essa obra é viável e como se deve planejá-la. Então, vamos analisar cada um dos pontos, se é melhor gastar bastante ou se é melhor economizar.

Ao contratar um paisagista você não terá que se preocupar com nada, dirá a ele o que deseja, onde deseja e quanto está disposto a gastar. É uma maneira prática e “simples” de se ter um jardim, você não precisará se preocupar com quase nada e nem fará pesquisas do que quer realmente para o seu jardim.

Em contrapartida, você planejar o seu jardim e montá-lo fará uma completa diferença afinal, um jardim belo é sempre fonte de elogios e você receber elogios por algo que fez, lhe deixará ainda mais orgulhoso (a).

Então vamos a uma rápida análise:

Contratando Um Profissional:

  • Sem preocupação;
  • Desejos atendidos;
  • Sem esforço;
  • Bastante dinheiro.

Fazendo Sozinho:

  • Muitas pesquisas e procuras pelas plantas ideais;
  • Desejos autorrealizados;
  • Elogios pelo esforço;
  • Bastante trabalho;
  • Pesquisa e menos dinheiro gasto;
  • Aprendizado.

Depois de ver alguns prós e contras de se contratar ou fazer sozinho, que tal entender como se planeja um jardim? Lembre-se que se for utilizar os serviços de um paisagista, procure um profissional responsável e que tenha boas referências, para que seu sonho não seja frustrado.

Planejando Um Jardim: Pensando No Espaço

O primeiro passo a ser dado é escolher o espaço onde será seu jardim, fique atento para o espaço que você deseja ter o espaço verde. Caso more em apartamento, escolha uma varanda e dê preferência para os jardins verticais ou vasos com plantas, eles ocupam menos espaço, mas dão um lindo efeito também.

Caso more em uma casa que tenha bastante espaço, procure ver exatamente o que deseja fazer, se somente o espaço do quintal será modificado se tudo será um grande jardim, se há espaço na frente para receber o seu jardim. Ainda pensando nisso, se você tiver filhos e animais, pense neles também! Preocupe-se com para eles brincarem, lembre-se da sua garagem, enfim, pense em tudo.

E Qual Estilo Seguir?

Depois de ver o espaço que estará disponível para ter seu jardim, lembre-se que ele deve ser uma extensão da sua casa, portanto, ele deve ser parte integrante, ser algo que se completa com tudo que está a seu redor. Assim como a decoração de dentro da sua casa, o jardim também deve seguir uma linha de inspiração, vale ressaltar que no caso dos jardins verticais, você não tem muito o que se fazer quanto a um estilo de jardim.

Faça pesquisas dos tipos de jardins que existem e quais combinam com a sua decoração e a decoração exterior de sua casa. Alguns exemplos de jardins:

  • Jardim Japonês;
  • Jardim Francês;
  • Jardim Inglês;
  • Jardim Tropical.

Existem tantos estilos que você precisará ver qual se encaixa mais no estilo da sua casa e com o seu estilo.

Além dos quesitos espaço e estilo, você também deve pensar em como será a interação da casa com o jardim. Você deve pensar se o jardim será um espaço para ser observado, se haverá mesas, cadeiras e poltronas para sentar, ler um livro, tomar um chá. Também pode colocar um caramanchão, aquele local construído em um jardim que pode conter bancos, rede, ser usado para abrigar um balanço. E o melhor, nele pode ser colocado alguma planta trepadeira, assim quando ela cobrir completamente o abrigo, haverá sombra embaixo.

Portanto, nesse caso, você deverá pensar em tudo o que estará no seu jardim, os bancos, as mesas, guarda-sóis, caramanchões e nas plantas.

Escolhendo As Plantas

Esta é provavelmente a pior parte, porque escolher as espécies que serão plantadas em um jardim não é algo simples. Você deve pensar se quer que as plantas “tampem” os olhares curiosos que partem do lado de fora de sua casa, se elas servirão como segurança (existem plantas com espinhos que ajudam), deve pensar ainda no caso de crianças e animais, portanto você deve evitar plantas que sejam venenosas e que tenham espinhos e sejam pontiagudas. Nesse caso, essas plantas podem despertar a curiosidade das crianças e dos animais e acabar fazendo algum mal se forem consumidas.

No entanto, para escolher as plantas ideais para o seu jardim você deve prestar atenção na quantidade de sol que o ambiente recebe, pois existem muitas plantas que não se dão bem com o sol, da mesma forma que outras não conseguem se desenvolver sem ele. Ou seja, verifique fatores climáticos e a ventilação da sua casa, veja se o clima da sua cidade é mais frio ou quente e procure por plantas que se adaptem bem ao clima.

Também pense se você quer árvores frutíferas, árvores de grande porte que façam bastante sombra. Se quer flores, ou fazer caminhos que lhe levem a algum lugar dentro do jardim.

Recapitulando

Portanto, depois de todas essas explicações você deverá pensar em tudo o que deseja fazer em seu jardim, deverá analisar se quer fazer isso sozinho e ter bastante trabalho (para quem está se aposentando é uma ótima opção), ou se irá chamar um paisagista para ajudar a resolver os seus questionamentos.

Deve pensar no estilo a ser seguido e nas plantas que podem ser plantadas em seu jardim, lembre-se de analisar o clima, a insolação e os ventos, as plantas têm suas peculiaridades e necessitam de cuidados individuais.

E caso ainda tenha dúvidas, procure em sites e blogs especializados em paisagismo, além de revistas do segmento, quase todos são alimentados por profissionais da área que podem dar ótimas dicas e saídas para o seu jardim.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Jardim

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *