Crassula Tetrágona: Características Gerais e Técnicas de Plantio

Dez Dicas Rápidas: Plantar Crassula Tetrágona

01: Regra geral deste tipo de planta está em serem bem regadas;

02: A terra não pode correr o risco de ficar seca entre as regas;

03: Se a espécie começar a florir se faz necessário aumentar volume de água em decorrência do aumento da necessidade provindo da espécie;

04: Durante os períodos frios do ano devem existir menos regas, suficientes pelo menos para impedir com que as folhas demonstrem aspecto enrugado em consequência do excesso de H2O;

05: Especialistas indicam que as espécies podem receber no máximo seis horas de sol por dia;

06: Pode se desenvolver com qualidade, desde que a região tenha frequência também de sombra;

07: Crassula Tetrágona representa espécie que consegue sobreviver ao excesso de temperaturas baixas, inclusive nas épocas de geadas;

08: Embora resista às temperaturas quentes não pode ficam com exposição abaixo dos seis graus célsius;

09: Especialistas indicam que os adubos em líquidos são mais indicados para este tipo de plantação. Deve ser adicionável no máximo uma vez por mês, respeitando sempre as regras do comportamento e tipo do solo;

Crassula Tetragona

Crassula Tetragona

10: Opte por solo leve e com alto nível de drenagem. As plantas do interior entram em crescimento de maneira lenta;

11: Não é necessário mudar o vaso com frequência;

12: As doenças são consideradas raras na Crassula Tetrágona;

13: Espécie viável para ser reproduzida por estaca de folha ou caule;

14: As plantas enterradas no solo de forma parcial fazem com que as raízes sejam criadas rapidamente, fazendo assim com que surja o nascimento de outra planta;

15: Se plantar as estacas de caule verticalmente, elas continuarão a crescer dessa forma;

16: Caso coloque no solo de maneira horizontal acontece o surgimento ao longo das estacas que formam novas plantas;

17: Para a planta ficar mais densa e compacta é necessário podar o topo dos caules de forma com que surjam aspectos arbustivos à planta;

18: Necessário solo poroso com uma drenagem adequada.

http://www.youtube.com/watch?v=3PnvvwU8Mlc

Crassula Tetrágona: Características

Planta suculenta nativa da África. Amplamente distribuído no rio Orange, para além do rio Kei, no Cabo Oriental. Chamado de “pinheiro em miniatura” entre os entusiastas de plantas ornamentais. Para seu uso popular se pode considerar o termo “pinheiro” em Bonsai. Ela tem caules lenhosos com casca marrom, com pares cruzados de folhas, com cores entre verde claro e escuro. A planta apresenta inflorescências terminais, terminando em flores brancas que surgem no verão. O número de cromossomos varia: 2n = 16, 32, 48.

A espécie foi descrita pela primeira vez por Linnaeus, em 1753, no livro Species Plantarum. Existem seis subespécies reconhecidas:

01: Tetrágona acutifólia;

02: Tetrágona – tetrágona;

03: Tetrágona rubi;

04: Tetrágona connivens;

05: Tetrágona lignescens;

06: Tetrágona robusta.

Utilidade e Cuidados Necessários: Crassula Tetrágona

Estas plantas são utilizadas como ornamentais, ainda se acredita que elas têm sido utilizadas como uma planta medicinal. Tanto de natureza rigorosa, fervida em leite, a quantidade de um punhado é usada como remédio para a diarreia. A planta necessita de quantidade razoável de água, necessário para o desenvolvimento de botões florais.

A maioria das espécies prefere pleno sol, embora algumas espécies sejam sensíveis ao excesso. A planta é resistente ao gelo, mas temperaturas acima de trinta graus célsius são melhores para emplacar o desenvolvimento. Pode ser propagada a partir de folhas e estacas.

São plantas suculentas tolerantes a seca que se parecem um pouco com ramos de pinheiro, por causa das agulhas existentes nos lados.  Eles são usados em vasos de bonsai com olhar de pinheiro. No solo para paisagismo, crescem até quatro metros de altura.

Flores

Flores

As folhas da planta possuem cerca de um centímetro de comprimento.  Crescem bem em jardins secos com suculentas e cactos e outros tipos de espécies africanas. São tolerantes à seca, fáceis de serem cuidadas. As corres da flor podem variar do branco ao amarelo.

São cultivadas em pequenos vasos de bonsai e aparadas para aparecer como pinheiros.  Se aparar de maneira qualificada as plantas suculentas formam novos ramos perto do topo, resultando na formação de caules grossos.

Como a maioria das plantas suculentas, são fáceis de propagar com haste ou estacas de folhas. Bonsai pinheiro forma ramos nas pontas das plantas. Apare a partir do topo da planta para criar imagem cheia para a sua paisagem.

Tenha Cuidado! Ângulo de Plantação Tem Relação Com Desenvolvimento da Planta!

Se você plantar o corte para cima, ele vai continuar a crescer dessa maneira. Se você colocar um corte em seu lado, irá desenvolver raízes ao longo do ramo, assim que auxilia a formar várias plantas. Quando bem cuidada a Crassula Tetrágona forma ramos macios que oferecem contraste com as almofadas de cacto, quando estão desta maneira são considerados sadios;

Hastes verticais podem atingir sessenta centímetros de altura. As folhas verde-escuras atingem quase quatro centímetros de comprimento. Na estufa, as plantas florescem na primavera com pequenas flores brancas com quatro milímetros de comprimento.

Cultura da Tetrágona

Precisa de pleno sol e um pouco de sombra de luz, além da mistura de solo bem drenado. As plantas são bem regadas, necessário secar completamente antes de regar de novo.  Plantas fertilizadas apenas uma vez durante a estação de crescimento com fertilizante equilibrado diluído para ½ a força recomendada no rótulo.

Durante os meses de inverno, as plantas podem ser movidas para a sala de frio, regadas apenas o suficiente para manter as folhas longe do enrugamento.

Magro, de folhas arredondadas e cor verde-esmeralda, estão dispostas simetricamente ao longo de troncos de madeira. Surgem flores brancas durante o final da primavera. Necessário ficar com os olhos atentos às épocas das geadas, protegendo as espécies para evitar a incidência de cicatrizes.

Origem da Crassula Tetrágona: Centro-oeste da África

A Crassula Tetrágona é natural do eixo centro-oeste do continente africano, onde existe a grande parte de savanas africanas, que por sinal são parecidas com as existentes no cerrado brasileiro, e por este motivo, também representa tem solo e clima interessante para o desenvolvimento da espécie. No centro-oeste africano existem algumas regiões com florestas tropicais, que por sinal simbolizam as áreas com maior mistura de verde, assim como os traços tropicais situados na parte sul do continente.

Artigo escrito por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Artificiais · Informações

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *