Como Combater As Pragas e Doenças Das Orquídeas

Todas as plantas que compõem a família Orchidaceae  são denominadas orquídeas. Elas pertencem a uma das famílias de plantas mais numerosas que existe. São encontradas em grande variedade de formas, de tamanhos e de cores. Exceto a Antártida, a orquídea é encontrada em todos os continentes. Porém, elas predominam onde há clima tropical.

Embora, as orquídeas cresçam principalmente sobre as árvores, elas não são plantas parasitas. A orquídea usa a árvore apenas para conseguir a luz solar.

Nem todas as espécies de orquídea atraem pela beleza. Mas, mesmo assim o formato exótico de suas flores desperta interesse em muita gente. Por isso, ela tem tantos colecionadores.

Para quem é apaixonado por essa planta sabe que todo cuidado com ela é pouco. E por causa  disso, quase vão ao desespero quando descobrem que está acontecendo algum problema com as suas “jóias.” Geralmente esses problemas chegam em forma de pragas. Assim que descobrem o que está causando o problema vão em busca de soluções.

Para os orquidófilos um dos maiores causadores de danos para as orquídeas são os fungos. Talvez pela enorme quantidade, a dificuldade na sua eliminação e a facilidade que ele tem de se propagar. Quem cultiva orquídea, é contra o uso de produtos agrotóxicos. Então, para combater os fungos eles usam fungicidas sistêmicos (agem na seiva). Para evitar que os fungos fiquem resistentes e que voltem a atacar, é preciso usar o fungicida na dosagem correta. Também é necessário que tanto os vasos quanto as ferramentas de corte, passem por uma desinfecção para que se combata os patógenos.

Tipos De Pragas Que Podem Atingir As Orquídeas

São muitas as pragas que causam danos as orquídeas: pulgões, lesmas, caracóis, nematóides, cochonilhas variadas, percevejo, besouros, diabrotica speciosa (também conhecida como patriota ou brasileirinho), vespinhas e abelhas sem ferrão, tripés, ácaros, tatuzinhos, podridão negra.

Bem, como já vimos são muitas as pragas que podem atacar as orquídeas e que causam doenças à planta. Agora, vamos conhecer formas de combater cada uma dessas pragas. 

Para Combater: Cochonilhas Brancas Ou Com Carapaça e Pulgões.

Calda de alho e sabão: misture uma colher de sopa de raspas de sabão de coco com 3 dentes de alho amassados. Dissolva essa mistura em 1 litro de água quente. Agite bem. Depois que esfriar coe e coloque no pulverizador e borrife nos insetos. No caso de ter muita quantidade de insetos repita o procedimento uma semana depois. Essa solução pode ser guardada por até 2 dias.

Se for uma infestação pequena, pode ser feito o controle manual e também pode espalhar joaninhas nas orquídeas. Elas ajudam no combate aos pulgões. 

Para Evitar Insetos Sugadores e Mastigadores

Para evitar esses tipos de insetos, use a tintura de fumo. Ela é feita com 10 cm de fumo de corda picado misturado com 1 litro de álcool. Junte os pedaços de fumo com o álcool em um vidro escuro, tampe bem e deixe em um local fresco e com pouca luz por 7 dias. Quando for usar dilua 1 litro dessa tintura em 10 de litros de água e pulverize as orquídeas.

Para combater lagartas e lesmas faça uma mistura com 1 litro de água e 30 g de folhas secas de losna. Deixe ferver por 10 minutos. Espere esfriar e coe em um pano. Dilua esse chá em 10 litros de água e pulverize onde estão as lagartas e lesmas.

Para repelir qualquer inseto, você pode pulverizar toda a planta com óleo de Nim. Esse óleo é extraído de uma árvore indiana, mas você pode encontrá-lo em lojas agrícolas para fazer a pulverização, deve-se diluir 4CC do óleo Nim e 12 litros de água.

Doenças Fúngicas e Bacterianas

2 colheres de café de sulfato de cobre diluído em 1 litro de água é infalível para combater as doenças fúngicas e bacterianas. Porém, alguns cuidados precisam ser observados: pulverizar de 15 em 15 dias, somente aplicar quando a temperatura estiver abaixo de 30ºC. Não aplicar em plantas que estejam com flor, proteger os rizomas e as folhas.

Com casca de cebola , alho canela em pó e água você faz um fungicida natural para espantar as formigas e reduzir os pulgões e colchonilhas do seu orquidário.

Misture 1 prato fundo de casca de alho, 1 prato fundo de casca de cebola, 1 pacote de canela em pó. Ferva por 10 minutos e deixe descansar por uma noite. No dia seguinte, coe e pode borrifar as plantas. Borrife por baixo das folhas também.

Experimente fazer um caldo bem forte de casca de cebola e borrifar nas telas de seu orquidário.

Para combater lesmas e caracóis, também pode ser feito o controle manual com o uso de armadilhas feitas com miolo de pão molhado em cerveja.

Para o controle de vespas e abelhas o combate pode ser feito através de poda e queima das regiões atacadas.

Para controlar o ataque dos tripes, o ideal são as podas e a eliminação das pragas através da queima.

Para combater os ácaros recomenda-se o uso de acaricidas ou piretróides.

Com iscas feitas com: ½ litro de água, 100 g de inseticida fosforado, 100 g de açúcar mascavo ou melaço e 1 kg de farelo de trigo, consegue-se combater os tatuzinhos.

Entre as pragas que atacam as orquídeas encontra-se a aranha. Elas atacam principalmente as flores, causando-lhes danos.

Modo de combater: recolher as aranhas, com a ajuda de uma pinça. Porém, se tiver infestação usar o inseticida SBP, e,g, que tem a água como solvente.

Para combater cochonilhas com carapaça, insetos-pragas e algumas doenças fungicas, pulverizar sobre a planta atingida uma solução feita da seguinte maneira: 1 ml de óleo de soja diluído em 100 ml de água.

Calda de fumo mais sabão é eficiente no combate de percevejos, besouros, pulgões, trips e cochonilhas.

Modo de preparar: ferver por 5 minutos, 2 litros de água mais 100 mg de fumo de corda. Esperar esfriar e acrescentar 2 colheres de sopa de sabão de coco em pó. Acrescentar mais 2 litros de água. Misturar bem. Aplicar sobre as plantas atacadas.

Para combater a antracnose e míldio: diluir 1 colher de chá de bicarbonato+ 2,5 colheres de óleo vegetal+4 l de água +meia colher de chá de sabão em pó. Misturar bem e aplicar.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Ao desidratar buquês de flores,´percebo, que depois de algum tempo, as rosas (pólen ) é atacado por bichinhos, que destroem as pétalas das flores ..Qual inseticida é aconselhvel usar, p/ que essas flores sejam eternizadas?

    tania fornel 10 de maio de 2015 2:34 Responder
  • Gostaria de saber, com que frequência aplico essa receita (Para combater a antracnose e míldio: diluir 1 colher de chá de bicarbonato+ 2,5 colheres de óleo vegetal+4 l de água +meia colher de chá de sabão em pó. Misturar bem e aplicar.) na minha orquídea?
    Desde já agradeço a atenção.

    Maria Cléia 3 de julho de 2015 6:30 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *