Capim Chorão – Eragrostis Curvula

O Capim Chorão ou Barba de Bode são os nomes pelos quais são popularmente conhecidas a espécie vegetal que possui o nome cientifico de Eragrostis Curvula.

O Capim Chorão ou Eragrostis Curcula possui como sinonímia as seguintes denominações: Eragrostis Robusta, Eragrostis Chloromelas, Eragrostis Jeffreysii e Poa Curvula.

O Capim Chorão é uma planta que faz parte da família das Poaceae, que se caracteriza por possuir uma grande importância econômica para os seres humanos, pois nessa família de espécies vegetais estão incluídas as gramíneas (gramas para forragem), os grãos (principal alimento cultivado no mundo) e o bambu (que é bastante utilizado na área da construção em todo continente asiático).

O Capim Chorão é uma planta nativa do continente africano, mais precisamente da África do Sul.

As Características do Capim Chorão – Eragrostis Curvula

O Capim Chorão é uma espécie vegetal do tipo gramínea, que também são conhecidas por gramas ou capim. As gramíneas se destacam por serem espécies angiospérmicas (plantas que possuem flores) e possuírem uma grande variedade de espécies – são cerca de 10.000, que estão divididas em 650 diferentes gêneros.

O Capim Chorão é uma planta que apresenta um ciclo de vida perene, isto é, possuem um ciclo de vida considerado longo – mais de dois anos de duração. O Capim Chorão também se caracteriza por ser uma planta rústica, isto é, são plantas que conseguem se desenvolver e crescer sem maiores cuidados por parte das pessoas que a cultivam.

O Capim Chorão é uma planta de pequeno porte, chegando a apresentar uma altura média de 40 centímetros a 60 centímetros.

O Capim Chorão é uma espécie vegetal rizomatosa, isto é, possuem rizomas que são caules subterrâneos que possuem a capacidade de armazenar nutrientes. As plantas rizomatosas quando crescem formam touceiras que devem ser separadas de forma periódica, para a limpeza da planta para a produção de novas mudas para a propagação da espécie.

As folhas do Capim Chorão se caracterizam por serem longas, lineares, apresentarem curvas e serem muito finas. Elas possuem cerca de 50 centímetros de comprimento e 04 centímetros de largura, concedendo a touceira um aspecto muito denso, como uma espécie de cabeleira verde. A folhagem do Capim Chorão é bastante decorativa.

As inflorescências geralmente surgem no período do verão e do outono, ficando acima da folhagem. Elas são eretas, e apresentam flores muito pequenas e claras, que não possuem nenhuma importância ornamental. A floração do Capim Chorão normalmente acontece no verão.

O Cultivo do Capim Chorão – Eragrostis Curvula

O Capim Chorão é uma espécie vegetal típica para ser cultivada em regiões de clima tropical, no entanto, ela se adapta bem para ser cultivada em regiões que possuem climas: Subtropical, Oceânico, Mediterrâneo e Equatorial.

O Capim Chorão é uma planta que gosta do calor, por isso deve ser cultivada a sol pleno, contudo ela também se adapta ao cultivo a meia sombra.

O Capim Chorão é uma espécie vegetal que não apresenta grandes exigências quanto ao solo (pode ser cultivada em solos pobre ou ricos, alcalinos, secos ou úmidos), contudo, ele é um vegetal que prefere o solo que seja fértil, arenoso e com boa capacidade de drenagem. Quando cultivada em um solo com essas características, O Capim Chorão se desenvolve de uma forma plena.

A realização da irrigação deve ser feita de forma regular, até que o Capim Chorão se estabeleça de maneira plena e perfeita. Após o estabelecimento pleno da planta, o Capim Chorão se torna tolerante à seca, e também ao frio.

Outra característica do cultivo do Capim Chorão é que mesmo após sofrer queimadas, roçadas ou pasteios, a planta consegue renascer e rebrotar de uma forma bastante positiva. Contudo, em áreas que possuam pouca manutenção, o cultivo do Capim Chorão pode ser perigoso, pois como ela tende a secar nos momentos em que o fornecimento de água for diminuído ou restrito pela própria ação do clima (escassez de chuvas), e isso aumenta o risco de acontecer incêndios, sendo uma ameaça a outras espécies vegetais e aos próprios animais.

Devido possuir uma grande rusticidade (exigência de baixa manutenção por parte de quem cultiva) e grande beleza, o Capim Chorão é uma ótima opção para as pessoas que desejam realizar a formação de bordaduras, grupos irregulares ou maciços na sua área de cultivo.

O Capim Chorão é uma excelente possibilidade para quem deseja uma planta que se preste como forração, pois possui uma grande capacidade e condição para efetuar o controle da erosão do solo. Por isso ela é indicada para ser cultivada em grandes áreas que não estão sendo cultivadas por alguma outra cultura, pois assim o solo será preservado dos efeitos da erosão.

O Capim Chorão pode ser cultivado como pastagem, pois apresenta boa palatabilidade para os animais, mesmo quando as suas folhas já estão em um nível grande de maturação. O Capim Chorão também pode ser utilizado como feno.

A Multiplicação ou Propagação do Capim Chorão

O Capim Chorão é uma espécie vegetal que pode se reproduzir de 02 formas: por dispersão das sementes e por divisão das touceiras.

A multiplicação por dispersão das sementes pode ser considerado como principal meio de propagação das espécies vegetais. Nesse método, as sementes que são produzidas e geradas pelas flores do Capim Chorão são espalhadas em locais com condições apropriadas para o cultivo e assim gerarem uma nova planta.

No caso do Capim Chorão, as sementes normalmente são espalhadas pelo próprio vento, o que facilita bastante a propagação dessa espécie. Devido a essa facilidade de propagação e o fato do Capim Chorão ser uma planta rústica, em muitos locais ela acaba sendo considerada uma planta invasiva (são plantas que crescem de forma rápida, sem necessidade de cultivo, e acabam invadindo áreas que não estavam destinadas a elas) em locais como os Estados Unidos, Havaí, Austrália e Ilhas Fiji.

Contudo com o desenvolvimento da tecnologia, inclusive na área da reprodução das plantas, já existem espécies que são estéreis quando cultivadas, que apresentam uma baixa capacidade invasiva e se propagam apenas de forma vegetativa.

A multiplicação por divisão de touceiras consiste na divisão ou fragmentação das touceiras que surgem em um individuo vegetal, com o intuito de obter outras plantas com as mesmas características. Na divisão das touceiras, são criadas mudas de Capim Chorão que serão plantadas em outro local, para que assim sejam geradas novas espécies vegetais do Capim Chorão.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *