Planta Barba De Velho: Muitas Utilidades

A planta conhecida popularmente como Barba de Velho ou Barba de Pau tem como nome científico Tillandsia usneoides L. e pertence à família Bromeliaceae. Trata-se de uma planta nativa não endêmica do Brasil. O nome popular vem do fato de que a planta possui um visual que lembra uma longa barba esbranquiçada.

Descrição Planta Barba De Velho

Uma planta que é do tipo epífita (que nasce sobre outras plantas) pode se estabelecer pendente nos ramos de árvores. O seu caule é filiforme (fino a tal ponto de ser semelhante a um fio) e possui folhas com entrenós alongados.

Na sua fase adulta as raízes se tornam ausentes, possui uma quantidade pequena de folhas de três a cinco dispostas no decorrer do seu caule longo. As folhas são dísticas (que possui duas séries no decorrer de um mesmo eixo) e patentes tendo em torno de 2 a 7 cm. As flores da planta Barba de Velho possuem sépalas de 5 a 6 mm que são livres, lanceoladas e que podem ter um esverdeado ou amarelado.

Característica Da Planta Barba De Velho

Floração / Frutificação

O florescimento dessa planta é bastante raro ficando a sua reprodução ligada principalmente ao crescimento vegetativo.

Dispersão

Geralmente feita pelo vento e pelos pássaros que fazem a transmissão de uma árvore para a outra.

Propagação

Pode ser feita tanto de forma vegetativa como por meio de sementes. A Barba de Velho está na lista de espécies ameaçadas de extinção no estado do Rio Grande do Sul.

Hábitat

A planta Barba de Velho pode ser encontrada em habitats como a Caatinga, o Cerrado e a Mata Atlântica, ou seja, em todas as formações de florestas. Em relação a distribuição geográfica dessa planta podemos encontrá-la no Nordeste nos estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Bahia, Sergipe, Piauí, Paraíba, Alagoas e Pernambuco; também na região Sudeste nos estados do Espírito Santo,  Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, bem como no Sul nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Barba De Velho Não é Parasita

Uma confusão que as pessoas costumam fazer em relação dessa planta é acreditar que se trata de uma parasita, porém, a Barba de Velho é uma epífita que vive aderida ou mesmo pendurada em outras plantas, porém, não lhes suga seiva não se caracterizando como parasita.

Essa planta não tem raízes desenvolvidas e dessa forma absorve água e nutrientes de forma direta da atmosfera através das suas estruturas que são chamadas de escamas e se distribuem por todo o seu corpo. As escamas da planta tem uma habilidade bastante interessante de atrair e reter líquido.

Planta Barba De Velho – Uma Planta Medicinal

Essa planta conta com propriedades medicinais e nos Estados Unidos é utilizada como uma aliada no combate dos principais sintomas da Diabetes. Além disso, a planta possui outras propriedades medicinais relevantes como ser antibiótica, antirremáutica, anti-hemorroidal e adstringente para a pele.

Durante muito tempo a Barba de Velho foi usada junto com algum tipo de gordura, como aquela da manteiga da cacau, como um supositório para as hemorróidas. Para se ter uma ideia essa é uma planta utilizada como medicamento também pelos índios Guarani, no caso deles o emprego da planta era para evitar gravidez.

Popularmente essa planta é utilizada para evitar o ingurgitamento do fígado bem como para combater úlceras, dores, hérnias, varizes e até mesmo inflamações no reto. Pode ser ainda utilizada como um eficiente adstringente.

Barba De Velho No Artesanato – Fonte De Renda

Essa planta tem larga aplicação no artesanato, no começo do século passado era muito utilizada para fazer o enchimento de travesseiros, colchões e almofadas. A planta também era excelente para fazer o acondicionamento de produtos. Para que possa ser utilizada a planta é colocada de molho em água fervente.

A partir disso a planta começa a se desprender do tecido cortical e no final sobre somente a sua parte lenhosa que tem forma de filamentos escuros e que permanecem enovelados. Também é possível utilizar essa planta para ornamentação ou mesmo para como um substrato antichoque em embalagens de artigos que sejam frágeis.

Barba De Velho e a Poluição Nas Grandes Cidades

Quem vive nas grandes cidades do Brasil sabe que a poluição já é uma constante, além do oxigênio respiramos o chamado material particulado que é composto de fragmentos bem pequenos carregados quase que em sua totalidade de metais pesados que são danosos para a nossa saúde.

Na busca pela identificação dessas partículas sem a necessidade da utilização de equipamentos caros alguns pesquisadores brasileiros das universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Bahia (Ufba) utilizam a planta Barba de Velho. A planta é encontrada com facilidade nas matas do país e pode ser muito útil para fazer o estudo de concentração de metais pesados no ar de cidades como Salvador e Rio de Janeiro.

Biomonitoramento Atmosférico

A técnica que utiliza as plantas para fazer o monitoramento é chamada de biomonitoramento atmosférico e está em fase experimental nos centros de pesquisa de diversos países. Através dos estudos realizados com as plantas ficou comprovado que as pessoas que moram nas duas cidades, Salvador e Rio de Janeiro, inalam material particulado.

A escolha da Barba de Velho para esse experimento se deu pelo fato de ser uma planta adaptada para viver em ambientes quentes e secos. Como a planta não suporta a poluição intensa se torna uma bioindicadora da qualidade do ar. O material particulado existente no ar fica retido nas escamas utilizadas pela Barba de Velho para retirar umidade da atmosfera e assim é possível medir a poluição.

Barba De Velho No Paisagismo

A planta que é utilizada como planta medicinal, para medir a poluição do ar e até mesmo para artesanato também pode ficar muito bem como parte integrante do paisagismo do seu jardim. A Barba de Velho necessita de sol pleno ou então de meia-sombra.

A planta pode chegar a 6 metros de comprimento, pode ser usada como parte do paisagismo principalmente porque alguns pássaros utilizam os seus ramos para fazer ninhos. Um visual bem interessante para o seu jardim e que com certeza vai encantar quem passar por lá.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *