Hypoestes: Confete e Face Sardenta

A Hypoestes é uma espécie vegetal que possui o nome cientifico de Hypoestes phyllostachya e é popularmente conhecida pelo nome de confete e face sardenta, devido às pintinhas que as suas folhas apresentam.

Esta planta é nativa do continente africano, mais precisamente de Madagascar e pertence a família botânica Acanthaceae (acantáceas).

A Hypoestes é uma espécie vegetal com características ornamentais, principalmente a sua folhagem, e devido a sua grande beleza é muito utilizada por paisagistas e decoradores para a composição de ambientes e jardins.

Essa planta pode ser cultivada em ambientes internos, trazendo a beleza e a para as residências que possuem plantas sendo cultivadas.

A Família Acanthaceae

As espécies vegetais que compõem esta família, as acantáceas, podem ser encontradas em varias partes do planeta, no entanto são facilmente encontradas nas regiões de clima tropical e em locais de temperaturas mais quentes.

A família Acanthaceae é composta de 229 (duzentos e vinte e nove) gêneros e 3.500 (três mil e quinhentas) espécies vegetais. Essas espécies podem ser vistas em formato de arvore, arbustos e ervas.

As plantas que compõem a família Acanthaceae possuem grande importância ornamental.

As Características da Hypoestes

A Hypoestes é uma planta herbácea que se caracteriza por apresentar um caule não lenhoso, isto é, o caule não possui lignina e por isso não tem o aspecto de madeira e duro. O caule desta planta se caracteriza por ser flexível e fino, podendo ser facilmente quebrado com as próprias mãos.

A Hypoestes é uma planta que apresenta uma textura bastante delicada, e por seu aspecto diferente e atrativo (as folhas são repletas de sardas), a folhagem é bastante apreciada pelas pessoas.

A Hypoestes se caracteriza por ser uma espécie vegetal de pequeno porte, pois a planta atinge uma altura média de 40 (quarenta) centímetros. Contudo, podem ser encontradas plantas que chegam a atingir altura próxima a 01 (um) metro.

O ciclo de vida da Hypoestes é perene, isto é, essa planta consegue viver um tempo maior que 02 (dois) anos, que é considerado longo no reino vegetal. No entanto, em muitas oportunidades a Hypoestes se comporta como uma planta anual.

As folhas da Hypoestes são de tamanho pequeno e conforme a variedade, pode possuir uma coloração diferente, normalmente verde ou um verde tendendo para o avermelhado. As pintas que é uma das características principais dessa espécie vegetal, podem ser encontradas nas cores branca, rosa e vermelhas. A folhagem desta planta é muito bonita, tendo características paisagísticas e ornamentais.

As flores são de tamanho pequeno e bastante discretas, e podem ser encontradas na coloração roxa, e por usa discrição possuem pouca importância ornamental perante a beleza das folhas da Hypoestes, sendo consideradas secundarias nesse aspecto para a planta, contudo são muito uteis para a propagação da espécie, pois como a maioria das plantas que possuem flores (plantas angiospérmicas), elas produzem sementes que podem ser plantadas com o objetivo de gerar novas plantas.

A Hypoeste geralmente floresce no verão e essa espécie vegetal se caracteriza por ser uma planta que cresce com muita rapidez.

O Cultivo da Hypoestes

A Hypoestes é uma espécie vegetal que pode ser utilizada de diversas formas, sendo considerada muito versátil o seu uso no paisagismo.

A Hypoestes pode ser utilizada para compor maciços, canteiros e forrações, além de fazer composição com outras espécies vegetais em belíssimos jardins. Outra forma de utilizar a Hypooestes é compondo bordaduras próxima a cercas e a muros.

A Hypoestes é uma planta típica para o cultivo em locais que apresentam o clima tropical, no entanto já foram encontradas espécies desta planta sendo cultivadas em locais que possuem climas diferentes, como o equatorial, o subtropical e o oceânico.

Apesar de apreciar um clima quente e ser cultivada a sol pleno, a Hypoestes pode ser cultivada a meia sombra ou a chamada luz difusa. É necessário cuidado com a exposição ao sol, pois a planta pode ficar murcha se exposta ao sol em demasia.

É importante que o lugar onde a planta seja cultivada tenha o solo fértil, e para que essa condição seja alcançada e mesmo mantida, o solo passe por processos de enriquecimento com a aplicação de material orgânico ou mesmo adubos químicos, para que o substrato forneça os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento da planta.

O solo ideal para o cultivo da Hypoestes é o areno argiloso, e deve apresentar uma boa capacidade de drenagem, para evitar que ocorra o encharcamento, que pode conduzir a planta à morte, pois o excesso de água pode ocasionar o apodrecimento das raízes e o sufocamento das mesmas, por isso não exagere nas regas, basta deixar o solo ligeiramente úmido para que a planta consiga aproveitar bem, tanto a água disponibilizada quanto os nutrientes existentes no solo.

Essa espécie vegetal precisa ser regada com regularidade de forma que a planta se mantenha vigorosa, forte e saudável.

Podem ser realizadas podas para que sejam retiradas as folhas secas e as partes da planta que por ventura se encontrem doentes para que a planta mantenha o aspecto viçoso, forte e bonito.

A Hypoestes é uma espécie vegetal rústica, isto significa que a planta consegue se desenvolver sem maiores cuidados da parte de quem a cultiva. Por isso, a Hypoestes acaba sendo uma espécie vegetal muito fácil de ser cultivada, pois não é uma planta exigente de muitos cuidados.

A Hypoestes é uma planta que pode ser cultivada em vasos, trazendo um efeito interessante e ornamentando o local onde estas belíssimas plantas são cultivada.

A Hypoestes se caracteriza por ser uma planta que não tolera as temperaturas mais baixas, portanto essa espécie vegetal não pode ser cultivada em locais que sejam frios e ocorram geadas, pois é muito provável que a sua planta venha a morrer caso seja cultivada nos locais com essas condições.

A Propagação da Hypoestes

A Hypoestes é uma espécie vegetal que pode se propagar de 02 (duas) maneiras: por propagação de suas sementes e por estacas.

A multiplicação por dispersão das sementes consiste em espalhar as sementes geradas pelas flores da Hypoestes (planta angiospérmica) em locais aptos ao cultivo desta planta. Com as condições favoráveis as sementes irão germinar e gerar uma nova espécie vegetal de Hypoestes.

No caso da multiplicação por estacas consiste em formar pequenas estacas nos ramos da Hypoestes para que estas estacas sejam cortadas e colocadas em locais aptos para o cultivo. As estacas precisam ter em sua composição folhas e ramos para conseguir se desenvolver em uma nova planta.

A Hypoestes graças a sua rusticidade não demanda tantos cuidados da parte de quem a cultiva, e ela consegue se desenvolver em qualquer período do ano.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Naturais

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *