Como Regar Folhagens

Existem milhões de regras para quem quer ter um jardim bem bonito. Por isso, é muito importante sempre ficar atento a dicas e outros conselhos de como manter a plantação, as folhas e as flores do seu jardim do jeito mais saudável possível, já que as plantinhas no geral possuem diversas necessidades, assim como os seres humanos. Dessa forma, fique sempre atento especialmente as folhagens da sua planta, já que elas costumam ser muito mais sensíveis, necessitando de regas constantes. Para saber como regar as suas folhagens, não deixe de ler este artigo e ficar por dentro de tudo que você pode levar para dentro do seu jardim.

Porque As Folhagens Podem Ser Uma Boa Opção Para O Jardim ?

As folhagens são plantas que não costumam dar flores e muito menos frutos em sua estruturas. Elas podem ter médio, grande ou até mesmo pequeno porte. Podem ser criadas em diversos locais, incluindo ambientes internos e externos.

Regar Folhagens

Regar Folhagens

A maioria das folhagens de pequeno porte ou médio por exemplo, podem ser criados em vasos ou jardineiras, espalhadas pelo jardim ou dentro de estufas ou até mesmo dentro de casa. Ainda assim, elas são extremamente práticas, fáceis de cuidar e muito simples dentro do ambiente paisagístico. Elas podem ser combinadas com diversas outras espécies dentro de um jardim, além de serem ótimas opções para jardins menores, com pouco espaço para inovar nas plantações.

Regando As Plantas

Não ssão só as folhagens que necessitam de uma regra para serem regadas. É preciso saber os princípios básicos de uma rega bem feita e o primeiro dele vale para qualquer espécie dentro do seu jardim. É claro que as folhagens são mais simples neste caso, já que elas precisam de muito pouco para sobreviver. Elas ficam bem em qualquer ambiente, incluindo aqueles com pouco sol. Mesmo assim, a rega principal para regar qualquer planta é não exagerar e começar uma rega extremamente excessiva, especialmente nos primeiros meses de desenvolvimento da muda. Existem folhagens que precisam ser regadas apenas uma vez por semana e mesmo assim, sem grandes quantidade de água!

Saiba Mais

Saiba Mais

Por isso, fique bem atento a este aspectos, pois a rega é um dos aspectos essenciais para manter um jardim sempre bonito e saudável, não importa quais são as plantas que estão por lá. A seguir, descubra como regar as suas folhagens por completo, deixando-as cada vez mais belas e com saúde. Veja também como cada parte da planta deve ser regada sem cometer erros.

A Rega das Folhagens

Para começar a regas a sua folhagem, é muito importante prestar a atenção em sua estrutura, pois cada uma deles necessita de uma certa quantidade de água para sobreviver, algumas nem tanto quanto outras. Por exemplo, existe uma forma bastante específica para regar as raízes de uma folhagem, muito mais importante do que o caule realmente necessita de um pouco de água. Assim, descubra todos estes detalhes das regas da sua folhagem logo abaixo:

1. Os Erros Mais Comuns

Ao regas folhagens, muitos calouros na jardinagem cometem alguns erros graves, deixando a planta completamente encharcada em todas as suas partes. Para não fazer mais isto, é preciso prestar atenção ao substrato da espécie. O ideal é sempre tocar no substrato da planta para saber se é hora de regar novamente. Se o mesmo ainda estiver molhado ou excessivamente preenchido com água, deixe para verificar novamente no dia seguinte, sem acrescentar uma nova rega neste caso. Caso o substrato esteja totalmente seco, ai sim, pode ser a hora de regar mais uma vez a sua folhagem.

2. Prejudicando As Raízes

Com as regas excessivas e a grande quantidade de água que pode assolar as raízes, as mesmas podem acabar afogando, sem respirar, e começam a apodrecer lentamente. Por isso, o mais importante é não encharcar a planta, muito menos próximo às raízes. Lembre sempre de verificar a quantidade de água que está na parte inferior da sua folhagem.

3. Exageros Na Hora de Regar

Para saber se você está exagerando ou não nas regas da sua planta, basta olhar alguns sinais que a própria planta pode dar. Ao observar estes sinais você realmente vai saber que deve parara de regar e esperar algum tempo para acrescentar mais água na sua planta. Descubra abaixo quais são as principais formas da sua folhagem de avisar de que pode estar sofrendo com o excesso de regas.

  • – Quando folhas e outras partes da planta começam a apodrecer, com o aparecimento de manchas por exemplo, é hora de parar de regar a sua folhagem. A planta costuma a apodrecer quando é regada de uma forma bastante exagerada. As folhas são as primeiras a começaram a sofrer com a podridão, portanto, fique muito atento à elas!
  • – Como sempre, as folhas são as primeiras a sofrer com o excessos de água. Por isso, quando elas começam a nascer com uma certa deficiência, é sinal de que as regas estão um pouco exageradas demais.
  • – As folhas podem começar a ficar muito amareladas quando há o excesso de água. Portanto, preste muito a atenção e confira se as folhas da sua planta estão sempre verdinhas. No primeiro sinal de amarelado, dispense as regas pelo menos por algum tempo, até que as folhas comecem a melhorar de aspecto.
  • – A queda das folhas também pode ser um ótimo sinal para saber se as regas estão exageradas ou não. Dessa maneira, verifique sempre, diariamente, se as folhas da sua plantinha estão realmente caindo demais. Se sim, dispense as regas por um tempo e procure não exagerar na quantidade de água.
  • – As raízes também podem dar sinais de que estão afogadas. Elas começam a apodrecer bastante e por isso, é sempre muito importante estar verificando as mesmas sempre.
  • – O horário de irrigação pode ser um fator importante: evite fazer as regas a noite e opte pela parte da manhã. Ao respeitar estes horários, a sua planta estará sempre bem protegida e sem sinais de apodrecimento. Lembre-se de não exagerar na quantia de água também.

Escrito por Jéssica Monteiro da Silva

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Naturais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *