Cuidados Básicos Com o Cultivo das Rosas

Todas as plantas precisam de cuidados especiais, umas mais do que as outras. Algumas são perfeitas para as pessoas “preguiçosas” ou quem não tem muito tempo para doar ao cultivo. Porém, menos ou mais todas elas precisam ser cuidadas com a devida atenção e observando detalhes, como o tipo de rega, hora do adubo, etc.

E não seria diferente com as rosas, elas também precisam de cuidados que chamamos de básicos para desabrocharem lindas e conseguir manter as suas folhas sempre verdinhas e saudáveis.

Alguns cuidados são considerados fundamentais para que o cultivo das rosas dê certo e elas não morram logo no primeiro ano. Veja quais são eles e os aplique na hora de cuidar das roseiras!

Atenção na Hora da Poda da Roseira

Quem gosta de plantas e tem o hábito de cultivá-las sabe muito bem da importância da poda. É essencial para que qualquer espécie cresça saudável e bonita. Porém, não é qualquer momento que a poda deve ser feita. Para cada planta é fundamental respeitar a hora certa de realizar a poda.

No caso das rosas, a primeira pode só deverá ser feita quando completar um ano que foi feito o cultivo. Deste ano em diante, a poda deve repetir-se sempre na mesma época e todos os anos.

Vale ressaltar que os períodos mais adequados para se plantar uma roseira são os meses de julho e agosto.

Considere também a necessidade do que é chamado de poda de limpeza, essa deverá ser feita longo depois que passar a primeira floração da sua roseira. O correto é corta abaixo do botão entre duas ou três folhas e observe que o corte deve ser feito na diagonal.

É graças a poda que a roseira terá um lindo período de flores.

Combate as Pragas Que Atacam Roseiras

Cuidar para manter as pragas bem longe das roseiras é um cuidado básico. Bem 5 tipos de pragas atacam as roseiras, são elas: a larva minadora, os ácaros, os tripes, os pulgões e a cochonilha.

Para manter essas pragas bem longe da sua roseira será necessário comprar um inseticida específico (perguntar na loja) e outras maneira alternativa é o uso da calda de fumo. Essa “inseticida” caseira é bem menos tóxica do que o produto industrializado.

Os responsáveis pelas doenças que podem até mesmo matar as suas roseiras são: ferrugem, pinta preta, míldio, fungos e mofo branco. Todos esses problemas são desencadeados pelo excesso de umidade que a roseira está exposta. Neste caso, somente com o uso correto de um fungicida será possível acabar com o problema.

Dicas de Cuidados Básicos com o Cultivo das Rosas

  • A rega das rosas: de quando você planta uma muda de roseira até que as primeiras rosas apareçam, a rega deve ser diária. Passado esse período, a rega passa a ser somente duas vezes na semana quando o inverno chegar, o mesmo na época seca. As roseiras devem ficar entre uma rega e a outra com a terra parecendo um pouco seca.
  • Os ambientes e a temperatura que as roseiras gostam: elas gostam muito de sol e para crescerem fortes e sadias devem ser expostas ao sol pelo menos 6 horas diárias e no máximo 7. O lugar deve ser arejado e a temperatura que as roseiras gostam é a que varia entre 25 e 30 graus.
  • A importância do adubo: toda planta precisa de adubo, no caso das roseiras, escolha três vezes no ano: de preferência o primeiro após a poda anual, entre os meses de novembro e dezembro faça o segundo e o terceiro e último em janeiro ou em fevereiro. O melhor para adubar a sua roseira são os resíduos orgânicos de composto animal. Lembre-se que o correto é colocar o adubo dando uma distância razoável entre as raízes e o caule. E a rega depois da primeira vez que você adubar a roseira no ano deverá acontecer duas vezes na semana, passando a uma única depois que as flores chegarem.
  • A reprodução das roseiras também faz parte dos cuidados básicos: você pode escolher entre duas técnicas disponíveis para fazer a reprodução da roseira – estaquia considerada menos eficiente porque pode ter problemas para o enraizamento da planta e a outra é a borbulhia, essa é a técnica adotada pela sua maior eficiência em conseguir a reprodução.

Algumas Curiosidades Sobre as Rosas

Uma das rosas que tem a maior variedade são as vermelhas. Elas variam, principalmente, no tamanho. É possível encontrá-las com somente 45 centímetros. E segundo os cultivadores, quanto menores elas são mais fácil é de plantá-las e que elas cresçam logo. Sendo que essas menores podem ser cultivadas em vasos ou canteiros. Uma boa opção para quem tem pouco espaço.

Quer Aprender Como Cultivar Rosas?

  • Observe o solo onde será plantada a roseira, é imprescindível que ele seja rico sem húmus, preferível que seja argiloso, podendo ser de outra forma, sem problemas.
  • A cova para receber as mudas de rosa devem ter de profundidade 30 centímetros.
  • Uma vez colocada a muda a terra deve ser colocada gradualmente, começando fazendo a volta na raiz.
  • O horário ideal para regar as mudas é ao meio-dia, quando o sol está mais forte. Depois que a floração começar, as regas devem limitar-se ao período de seca.
  • Quando a sua roseira der a primeira flor, aplique o fungicida. Prevenir é a melhor solução.

Cultivo de Roseira no Vaso

  • Escolha um vaso que tem o tamanho ideal para o tipo de roseira que está sendo plantada, em relação ao tamanho que ela alcançará.
  • A cada 15 dias coloque adubo líquido na terra, use a dose que é orientada no rótulo do produto.

Cultivo de Roseira no Jardim

  • O canteiro deve ser feito com pelo menos 8 dias de antecedência da data do plantio.
  • Faça a mistura 10 litros de esterco de gado e mais 10 litros de terra vegetal. Faça essa mistura e guarde com 60 dias antes de usá-la.
  • No momento de usar a terra, acrescente farinha de ossos, 100 gramas. Misture bem.
  • Antes de colocar as mudas mexa bastante a terra.

O Que Pode Acabar Matando a Sua Roseira:

  • Exagerar na quantidade de água durante a rega.
  • A roseira deve ser regada com água na temperatura ambiente e nunca com água fria.
  • Enquanto ela estiver se adaptando não deve ser trocada de lugar.
  • Uso de inseticidas sem a orientação de um profissional.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Naturais

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *