Rafflesia Kerrii

Rafflesia Kerrii

Existem flores das mais variadas espécies e com os formatos mais exóticos. Alguns, inclusive, são tão incomuns, que nem conhecemos, ou pouco ouvimos falar sobre elas. É o caso das flores Rafflesia kerrii. Embora sejam originárias de países bem distantes do Brasil, é sempre bom conhecermos um pouco mais sobre elas. Afinal de contas, cultura nunca é demais.

A flor Rafflesia kerrii pertence ao gênero Rafflesia. É uma planta exótica e, assim como as outra plantas do gênero, é considerada uma planta cadáver.Ela pode ser encontrada na floresta tropical situada no sul da Tailândia e também na Malásia peninsular. As flores do gênero Rafflesia pode demorar até 10 meses para chegar à fase adulta.

As flores Rafflesia kerrii  são vermelhas. E de diâmetro aproximado de 50 a 90 cm, ou (19,5 a 35,5 polegadas). O seu cheiro é muito desagradável, e é igual ao de carne podre. Ele serve para atrair moscas responsáveis pela polinização. É uma espécie de flor bem grande. Dois espécimes recentes, porém, possuem tamanho excepcional. Nela, nascem pequenos brotos ao longo do tronco, e com raízes do hospedeiro. Cerca de 9 meses depois, abrem suas flores gigantes. Porém, ela dura somente 1 semana. A Rafflesia kerrii  floresce de forma sazonal. As flores surgem, geralmente, na estação seca, entre os meses de janeiro a março. Raramente, ela floresce também em julho.

A Rafflesia kerrii, porém, está correndo perigo. Ela já é uma espécie rara. É alvo dos turistas, que querem se aproximar para fotografar. Acabam atropelando e estragando os seus brotos, os hospedeiros. E ainda tem os moradores locais, que retiram os botões e as flores, seja devido aos seus efeitos medicinais, seja como iguaria. É possível produzir um tônico geral a partir da mistura de gemas ou de flores cozidas, que é muito eficaz no tratamento de febre, de dores nas costas e, até mesmo, para ser usado como estimulante sexual. Porém, ainda não há nenhum reconhecimento do seu poder medicinal pela medicina ocidental. A flor Rafflesia kerrii é o símbolo da província de Surat Thani, localização do Khao Sok.

As plantas Rafflésia são compostas, praticamente, pela sua flor, pois não tem folhas, e o seu caule é composto de um curto segmento sem ramificação. Sua cúpula basal é o suficiente para suportar a flor. É considerada a maior flor do mundo. De formato circular, as flores contêm 5 pétalas. A cor pode variar de rosada a vermelha viva, com algumas manchas brancas salpicadas.

O odor desagradável que falamos acima, é emitido quando da sua reprodução. Ele serve para atrair as moscas responsáveis pela sua proliferação. A flor Rafflesia kerrii foi descoberta no ano de 1818, na região da floresta tropical úmida, localizada na Indonésia. O responsável foi um guia local, que estava trabalhando como um coletor para um botânico britânico chamado Joseph Arnold. O seu nome, Rafflesia, foi em homenagem a ir Thomas Stamford Raffles.

São várias as espécies da planta Rafflesia. Veja abaixo:

  • Rafflesia kerrii
  • Rafflesia micropylora
  • Rafflesia pricei
  • Rafflesia manillana
  • Rafflesia rochussenii
  • Rafflesia patma
  • Rafflesia schadenbergiana
  • Rafflesia arnoldii
  • Rafflesia tengku-adlinii
  • Rafflesia keithii
  • Rafflesia speciosa
  • Rafflesia cantleyi
  • Rafflesia tuan-mudae
  • Rafflesia gadutensis
  • Rafflesia hasseltii

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Naturais

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *