Gabiroba: O Fruto da Gabirobeira

A chamada de vários nomes gabiroba, guabiroba, guabirova, guavirova, gavirova, araçá-congonha ou guavira nada mais é do que um fruto produzido através da planta gabirobeira. Um arbusto silvestre que cresce nos campos de quase todo o Brasil porém possui uma predominância nos campos e pastagens do Cerrado Brasileiro, nas regiões de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas gerais.

A fruta se originou do termo tupi ara’sá e o termo “congonha” se originou do termo tupi kõ’gõi que significa o que mantém o ser.

Sua Descrição e Ocorrência

Este é um fruto arredondado e de coloração verde amarelada, contando com polpa esverdeada, suculenta, e ainda envolve diversas sementes bastante parecido com uma goiabinha. Este fruto poderá ser consumido ao seu natural ou mesmo na forma de sucos, doces e sorvetes, e ainda serve para se fazer um excelente licor. Existem duas espécies desta planta, que se chamam C. pubescens var. coarectatum O. Berg C. pubescens var. pubescens.

Onde Ocorre a Planta

A gabiroba é uma planta naturalmente brasileira, sendo bastante encontrada nos cerrados em várias regiões do país como por exemplo a região Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Foi disseminada por viajantes para também outros países sul americanos como pro exemplo a Argentina e Uruguai. Já no sul do Brasil e na região norte e oeste do Paraná, além de contar com grandes variedades de cerrado, ela também se dissemina em uma variedade de árvores que alcançam vários metros de altura, o que produz frutos com um sabor, aparência bastante variados no campo, porém quando maduros se apresentam na maioria das vezes em cor amarela. Existem algumas ocorrências onde foram visualizados os frutos em cor vermelha.

Como Cultivar

A Gabirobeira vive nos climas tropicais quentes, com um baixo índice de chuvas, e deve estar sempre exposta ao sol. Ela não é exigente quanto ao solo, podendo crescer inclusive em terrenos que são mais pobres. Apesar disso é quando cultivada que apresenta uma maior preferência por solos que sejam do tipo vermelho e amarelo. E a necessidade de água se torna algo moderado.

A propagação da planta acontece através de suas sementes que deverão ser colocadas na terra logo em seguida da extração do fruto, devendo ainda estar molhadas por perderem rapidamente suas capacidades de germinação no solo. Elas poderão ainda ser cultivadas em canteiros, e a sua colheita geralmente costuma acontecer no mês de novembro. Seus frutos poderão ser conservados em sacos plásticos, na geladeira ou mesmo no congelador e utilizados posteriormente.

Suas Composições e Partes Utilizadas

O fruto possui uma composição química repleta de proteínas, carboidratos, niacina, sais minerais, vitaminas do complexo B. As partes utilizadas da planta são os frutos, as folhas e também os brotos.

Como propriedades medicinais é possível se encontrar capacidades adstringentes e antidiarreicas. Sua infusão de folhas é algo relaxante para que aconteça o alívio de dores musculares através da realização de banhos de imersão.

Na sua utilização culinária os frutos podem ser consumidos ao natural e utilizados no preparo de deliciosas geleias, sucos, doces, sorvetes, pudins, licores, batidas ou mesmo curtidos em cachaça, tudo isso fica uma delícia.

Como Encontrar a Gabiroba?

A Gabiroba nada mais é do que a fruta do mato, e verificar o chã forrado de pontos amarelos nas matas é o que indica os tempos de gabiroba, fruto da gabirobeira (Campomanesia tem boas qualidades medicinais principalmente para tratar problemas gastrointestinais como por exemplo a diarreia ou mesmo dos males de trato urinário como uretrite e cistite. Seus frutos além de serem saborosos são riquíssimos em vitamina C.

É possível se encontrar os exemplares nas matas secundárias e também sub bosques onde a espécie acontece, os frutos desta planta servem de alimento para muitos animais como pássaros pequenos, pequenos mamíferos, peixes e até mesmo alguns répteis como o lagarto-teiú, que juntamente com o mono-carvoeiro, estes animais que são os principais agentes de dispersão de suas sementes. A planta rústica e resistente á poluição, é da família das mirtáceas o que a torna parente das goiabas e araçás.

Seu sabor um pouco adocicado lembra bastante o gosto destas frutas, bem como as suas quantidades de sementes contidas em sua polpa. Porém nenhuma outra poderá recebre tão quanto ela a infância das regiões Centro-Sul do Brasil nos anos 50 e 60, na época que havia mato de sobra para que as fruteiras pudessem se desenvolver de forma expontânea no mato.

A presença de árvores hoje é restrita a quintais ou mesmo pomares caseiros no interior do país. Não existem o cultivo comercial expressivo deste tipo de planta.

A Gabiroba é uma planta bastante recomendada para a arborização urbana, sendo de fácil manutenção ela quase não precisa de podas ou mesmo condução e ainda produz uma abundante floração branca, conferindo uma importante aptidão paisagística. Sendo ainda valorizada com suas qualidades como plantas melíferas

Gabiroba

Gabiroba

Suas Características

A gabirobeira faz parte da mesma família da goiabeira, o que também apresenta 25 espécies que estão distribuídas em lugares como México à Argentina sendo 15 delas nativas do Brasil. A espécie C. xanthocarpa subdivide-se atualmente em duas variedades: xanthocarpa e littoralis. O nome científico Campomanesia é uma grande homenagem ao naturalista espenhol Rodrigues de Camponeses, e também xanthocarpa, sendo uma palavra grega que significa fruto (carpos) amarelo (xanthos).

A sua distribuição acontece diretamente nos estados de Minas Gerais, Goiás e Espírito Santo até o Rio Grande do Sul, sendo encontrada também no nordeste da Argentina, leste do Paraguai e norte do Uruguai.

A árvore poderá chegar a até 15 metros de altura porém existem casos de árvores com mais de 25 metros, com um diâmetro de 30 a 50 centímetros. Seu tronco possui as chamadas sapopemas, grandes raízes tabulares que podem cercar sua base, a casca possui leves sulcos. E a copa é bastante densa, contando com ramificações irregulares que cercam a sua base, a casca levemente sulcada. Sua copa é densa, contando com ramificações irregulares e folhagens verde escura além de folhas com um aroma bastante peculiar, pelo fato da planta ser hermafrodita.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Jardim

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Por favor, gostaria de saber mais a respeito da gabiroba de pequeno arbusto, de cerca de 40 cm até 01 m, fruto de cor verde quando madura e muito doce. Sei que existe nativa na região de Itirapina e Assis em SP e próximo de Campo Grande, no MS; mas deve existir em quase todo o Brasil. É bem diferente na cor e no sabor daquela de árvore. Muito obrigado pela rápida resposta.

    Túlio José 1 de Março de 2014 20:44 Responder
  • gostaria de comprar semente ou muda de guavira ou gabiroba ,se tiver me responda

    adao 21 de Março de 2014 0:43 Responder
    • MORAS ONDE POSSO TE ARRUMAR QUANTAS MUDAS QUISERES

      cristiano 31 de Março de 2014 6:19 Responder
      • GOSTARIA DE COMPRAR MUDAS DA GABIROBA DO CAMPO ( CAMPOMANESIA ADAMANTIUM )
        MANDAR VALOR DA MUDAS E SEU TELEFONE ..
        VOÇE PODE MANDAR PARA ARARAS – SP..
        MUITO OBRIGADO …

        jorge olivio 10 de Abril de 2014 13:54 Responder
      • Essa Guavira ou Gabiroba que vc tem é arbustiva? Procuro muda de arbustiva de porte pequeno.

        Darci Barbosa 25 de Abril de 2014 17:53 Responder
  • Na infancia eu subia em arvores enormes para comer gabiroba. Elas sumiram dando
    lugar a asfalto e galpo~es. Estamos fazendo um reflorestamento. Como adiquirir mudas?
    Obrigada, fico no aguardo.

    Lina Sgueglia 5 de Abril de 2014 23:42 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *