Tipos de Jardim Para Todos os Gostos

Um jardim é um espaço planejado, normalmente ao ar-livre, para a exibição, cultivação e apreciação de plantas, flores e outras formas de natureza. Pode incorporar tanto materiais naturais quanto artificiais. A forma de jardim mais comum hoje é a encontrada em residências; zoológicos, que exibem a vida selvagem em habitat naturais simulados, são chamados também de jardins zoológicos; além disso, há os jardins botânicos.

Lindos Jardins

Lindos Jardins

Quando estamos planejando um jardim, precisamos nos atentar a alguns detalhes que farão toda a diferença na hora do plantio, do cultivo e principalmente, da manutenção. A primeira coisa que devemos analisar é o tamanho do jardim e o tamanho da espécie que desejamos plantar, pois escolher uma espécie que cresce muito, para um jardim que tem o seu tamanho razoável, ou mesmo pequeno, não é bem adequado e isso pode causar alguns transtornos, como falta de espaço para as outras plantas, esmagando-as com tempo, ou mesmo o aparecimento de rachaduras no solo, por conta das raízes muito grandes.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração também é o tipo de jardim, o tipo de solo e o tipo de clima de cada região. É importante conhecer, estudar um pouco as características da espécie escolhida para que o clima não interfira no desenvolvimento da árvore escolhida.

Imagem de Amostra do You Tube

  • Origem do Jardim

Os jardins vieram junto com a criação do mundo. Segundo o Gênesis I e II da religião católica, o primeiro jardim a ser apresentado ao homem foi o do paraíso, criado por Deus, e no qual Adão e Eva foram os primeiros habitantes. A composição de flores, folhas, vegetações e animais eram perfeitas neste jardim.

Com a evolução das civilizações, a ciência e a tecnologia aprimoraram-se e o paisagismo ocupou lugar de destaque nas atividades. Nas civilizações da antiguidade pode-se observar a prática da agricultura e a evolução de técnicas de irrigação e drenagem que possibilitaram a construção de hortas e pomares, simbolizando a fertilidade, a força da natureza e o belo.

Veja Como Escolher os Tipos de Jardim

  • Jardim de Flores

Um jardim de flores é qualquer jardim onde flores são cultivadas para propósitos decorativos. Como as plantas florescem em variados períodos do ano, e algumas são anuais, morrendo a cada inverno, o planejamento de jardins de flores leva em consideração uma determinada sequência de florescência, com uma consistente combinação de cores ao longo das estações.

  • Jardim Vertical

As plantas dão um toque especial para decoração de qualquer ambiente. Uma opção que otimiza espaço e ainda decora as paredes é montar um jardim vertical. Para que ele fique mais sustentável basta utilizar materiais reciclados. É possível até montar uma horta para colher temperos naturais. O jardim vertical é um sistema que pode revestir qualquer tipo de parede ou muro interna ou externamente. Os sistemas podem possuir irrigação automatizada por gotejamento ou o cuidado pode ser feito manualmente, dependendo do tamanho.

A fachada externa verde é uma ótima forma de revitalizar edifícios e combater as ilhas de calor urbano. No caso de paredes internas, a parede verde pode purificar e limpar o ar, pois retém compostos orgânicos voláteis (COV), materiais particulados, fumaça de cigarro, além de manter o conforto térmico agradável.

O Ciclo Vivo separou oito sistemas de jardins verticais que já chegaram ao mercado brasileiro. Cada um deles possui características específicas.

  • Jardim Rural

Geralmente, adaptado ao ambiente rural ou de fazendas ou sítios,

A pavimentação é bem natural, com seixos, cascalhos ou brita. Os vasos muitas vezes são adaptados de antigas peças utilitárias, tais como cestas, carrinhos de mão laqueados em branco, etc. Charretes, rodas de carroças antigas são utilizadas, como peças de adorno.

As cercas são de madeira. Muitas vezes estas peças rústicas são combinadas com plantas de delicada textura e cor, a fim de se somarem num efeito de um romantismo despojado.

  • Jardim Desértico

O Jardim Desértico ou Rochoso, caracterizado por uma paisagem árida e a inclusão de oásis.

  • Jardim Contemporâneo

É o mais usado hoje em dia. É um estilo livre e que tem algumas raízes no “chamado jardim inglês”.
Nele o que se busca é uma paisagem algo campestre alegre florida e uma certa integração entre o jardim e a casa.

  • Jardim Público

Jardins Públicos são aqueles cuja manutenção está a cargo dos poderes públicos e se destinam ao uso e deleite do povo, como as praças e os parques. Jardins privados são aqueles de propriedade privada, podendo destinar-se ao uso familiar ou de uma comunidade. Entretanto, existe uma classificação especial de jardins construídos para atender as necessidades de um grupo social e vinculados a instituições específicas como igrejas, condomínios, associações, clubes, escolas, cemitérios, entre outros. Estes se denominam de jardins coletivos.

  • Jardim Clássico ou Formal

É caracterizado sobre tudo pelas linhas geométricas e simetria do traçado. Círculos, retângulos, triângulos e semicírculos, combinam-se  para compor uma paisagem que mais parece um desenho com régua e compasso.

§  Jardim Seco

Esse estilo tenta reproduzir uma paisagem árida.
Alguma coisa como um pé de serra em região de cerrado.
Pedras e pedriscos fazem o plano de fundo para Cactos, Agaves, Yucas e suculentas em geral;o jardim esta formado.
Naturalmente  num jardim assim não faz o menor sentido ter um verdejante gramado.

Imagem de Amostra do You Tube

§  Jardim Tropical

É aquele onde se tenta criar um pedacinho de uma paradisíaca ilha tropical,verde e muitas flores fazem esse tipo de jardim ser o perfeito para quem sempre está em busca de uma bela paisagem.
Árvores, palmeiras, bromélias, gramados e uma área sombreada com uma cascata e um filete d’água dão o toque final.

§  Jardim Oriental

É cheio de simbolismo e teve sua origem nos templos Xintoístas.

Este, que ainda é a mais popular religião do Japão, tem como um dos principais fundamentos o culto à natureza.
Em decorrência disso, alguns elementos têm presença quase obrigatória num jardim japonês. Pedras de rio, dispostas a sugerir que a própria natureza as colocou alí,e em número impar, preferivelmente 3,5 ou sete, os números da felicidade.

Confira As Dicas

Confira As Dicas

Água se transformando em riachos, laguinhos ou cascatas, para induzir o homem a enxergar-se a si mesmo.
Lamparinas de pedra, que representam o espírito bom e iluminado, que afasta a negritude do mal; e umas poucas plantas mas belas ocupando o lugar de destaque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>